Materiais de construção tem alta nas vendas em agosto

0
63
Nos últimos 12 meses, a alta no faturamento das indústrias de materiais de construção foi de 1,2%
Nos últimos 12 meses, a alta no faturamento das indústrias de materiais de construção foi de 1,2%
Mês registra alta no faturamento e na oferta de empregos no setor de materiais de construção

Os materiais de construção tiveram crescimento no faturamento das indústrias do setor e na oferta de empregos em agosto. É o que aponta a pesquisa do Índice da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (ABRAMAT).

Após retomada do crescimento em julho, o índice da ABRAMAT indica continuidade do momento positivo para o setor no início do segundo semestre. No oitavo mês do ano, a pesquisa aponta crescimento no faturamento da indústria de materiais de construção de 0,8% em relação a julho e 2,8% em relação a agosto de 2018.

Analisando o faturamento acumulado de 2019 -janeiro a agosto – o setor tem desempenho 2,1% superior ao mesmo período de 2018. Na comparação dos últimos 12 meses, a indústria de materiais de construção registra crescimento de 1,5%.

Pequena alta de empregos no setor

Quanto às vagas de emprego, o resultado observado em 2019 segue estável e positivo. Entre julho e agosto, foi observado 0,2% de crescimento nas vagas do setor. O ano de 2019 sustenta crescimento acumulado de 0,6% na oferta de empregos em relação ao mesmo período de 2018. Analisados os últimos 12 meses, a alta é de 1,2%.

Os resultados do Índice da ABRAMAT referendam o gradual aumento do otimismo observado nas últimas edições do Termômetro da ABRAMAT, pesquisa de opinião realizada com as lideranças da associação. “Podemos falar na continuidade de um reaquecimento gradual do setor. Ainda temos desafios importantes como a reação do mercado imobiliário, a retomada de obras de infraestrutura de maneira sistemática e a aprovação de reformas estruturantes para melhorar o ambiente de negócios. Por outro lado, o aquecimento das vendas de materiais de construção ao varejo ajuda a sustentar o crescimento do otimismo que nossas pesquisas têm indicado, de forma a termos um ano melhor que 2018, que marcou o inicio dessa recuperação gradativa do setor.”, declara o presidente Executivo da ABRAMAT, Rodrigo Navarro.

Sobre a ABRAMAT

A entidade conta atualmente com mais de 40 empresas associadas e aproximadamente 300 fábricas situadas em todas as regiões do país, que são líderes na produção de materiais de construção em diversos segmentos do setor. Para a elaboração de seus relatórios são utilizados dados oficiais disponíveis, pesquisas com associados, análise interna da equipe e metodologia FGV desenvolvida com exclusividade para a ABRAMAT.