Materiais de construção tem crescimento de 1,2% em 2018

0
418
O nível de emprego na indústria de materiais de construção subiu 1,7%, em 2018
O nível de emprego na indústria de materiais de construção subiu 1,7%, em 2018
Índice da ABRAMAT aponta alta da indústria de materiais de construção e projeta ano bom

Os materiais de construção tiveram alta de 1,2% nas vendas em 2018, segundo o Índice da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (ABRAMAT).

Após três anos de queda no faturamento deflacionado, o segmento apresentou em 2018 crescimento de 1,2% em relação a 2017. Comparado a novembro/2018, o último mês do ano apontou resultado 0,2% superior no faturamento deflacionado. A comparação com dezembro/2017 registra queda de -2,5%.

Outro destaque fica por conta do nível de emprego na indústria de materiais de construção. Os últimos 12 meses (dez/17 a dez/18), comparados ao mesmo período do ano anterior, apresentam alta de 1,7% no número de vagas de emprego nas empresas do mercado. Em relação a dezembro/2017, a alta de empregos do setor é de 2,5%, enquanto que a comparação com novembro/2018 registra alta de 0,1%. O crescimento é relevante e trata-se de um indício mais forte da recuperação do setor, uma vez que até a última edição da pesquisa, com os dados até novembro/2018, a variação de empregos no acumulado do ano que terminou ainda era de queda, registrando -0,7%.

Ano de retomada

De acordo com a ABRAMAT, 2018 foi um ano de retomada do setor. “O consumo no varejo movimentou os estoques e o resultado foi de crescimento, ainda que tímido, revertendo a sequência negativa estabelecida nos últimos 3 anos. Fechar o ano com aumento também na oferta de empregos é um sinal mais contundente não só de recuperação em termos de faturamento, mas também de uma retomada na importância socioeconômica do setor para a população. Durante o processo eleitoral, tivemos um segundo semestre de muita incerteza à espera de decisões por parte dos governos, além da natural contenção de investimentos do setor público. Com a definição da equipe de transição e agora a posse da nova legislatura, começamos a ter um cenário mais bem delineado para o futuro”,  comenta Rodrigo Navarro, presidente da ABRAMAT.

Analisando os dois segmentos produtos do setor, os números apontam a contribuição mútua para o crescimento do faturamento da indústria de materiais de construção, com os materiais de base registrando alta no faturamento de 1,8% em comparação a 2017, enquanto que os materiais de acabamento registraram, no mesmo período, crescimento de 0,5% no faturamento anual.

Após o balanço de 2018, o índice de dezembro da ABRAMAT também apresentou a primeira projeção da associação para 2019, que acredita em um ano de sustentação da tendência de retomada do crescimento. A princípio, a associação, em parceria com a FGV (responsável pela condução pela elaboração pesquisa do Índice da ABRAMAT), estima que o ano de 2019 registrará alta de 2,0% para o faturamento do setor em relação a 2018.