Vermelho vai de coadjuvante a protagonista

0
438
Nesta residência em Lagoa Santa, a arquiteta Vanessa Figueiredo usou o vermelho nas pastilhas no espelho d'água dando destaque a esse recurso arquitetônico. Foto: Beto Ganem
Nesta residência em Lagoa Santa, a arquiteta Vanessa Figueiredo usou o vermelho nas pastilhas no espelho d'água dando destaque a esse recurso arquitetônico. Foto: Beto Ganem
Da paixão à ambição. Da alegria à sensualidade. Da elegância ao romantismo. O vermelho pode suscitar diversos estados de espírito. Tudo depende de como é empregado. Por essas e outras, vem ganhando notoriedade nos projetos de interiores

Muito usado para compor detalhes de ambientes, o vermelho vem ganhando espaço na decoração e começa a roubar a cena em projetos como tom principal dos ambientes. Tudo isso por sua capacidade incomum de capturar olhares e envolver as pessoas. Independente de como é combinado à decoração e arquitetura do espaço, o tom exala vida.

“Acredito que não só o vermelho, mas as cores, de um modo geral, vêm ganhando espaço nos ambientes. Quando bem dosadas, elas inspiram e motivam, trazem alegria, personalidade e autenticidade”, defende a arquiteta Vanessa Figueiredo.

A profissional empregou o vermelho em um espelho d’água em um trabalho recente e trouxe impacto expressivo ao projeto. “Esse espelho d’água é a passagem entre a casa principal e seu anexo. O vermelho tornou essa transição de espaços convidativa e marcante”, explica Vanessa.

Projeto Melinda Mundim: Os armários vermelhos ditam o tom de elegância e modernidade na cozinha, aviva e envolve
Projeto Melinda Mundim: Os armários vermelhos ditam o tom de elegância e modernidade na cozinha, aviva e envolve

Quem também gosta de ousar no uso do vermelho no décor é a designer de interiores Melina Mundim. “A cor vermelha é elegante e combina facilmente com outras cores. Tem diversas variações e pode ser utilizada em móveis, cortinas, almofadas, tapetes e etc. Além do mais, é uma cor quente e forte, que transmite proximidade”, destaca.

Em um de seus projetos, Melina trouxe o vermelho em evidência ao lançá-lo nos armários de cozinha. “O vermelho na cozinha aguça o apetite, traz calor, aconchego e muita energia positiva. É ainda uma cor que eleva a autoestima e agrega requinte e elegância”, comenta a designer.

Por ser uma cor cheia de personalidade e ainda ter grande versatilidade ao despertar as mais variadas sensações dependendo da forma como é empregada, parece que vermelho veio mesmo para ficar.