Vendas de imóveis em São Paulo sobem 33,3% até setembro

0
436
Em julho, o aluguel em São Paulo teve redução de 0,22% em relação a junho
Em julho, o aluguel em São Paulo teve redução de 0,22% em relação a junho

Em 2013, o mercado de imóveis novos residenciais na cidade de São Paulo, até setembro, aponta alta de 33,3% nas vendas, com 25.591 unidades comercializadas, diante dos 19.204 imóveis vendidos no mesmo período de 2012. O levantamento foi feito pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi/SP).

Até setembro deste ano já foram vendidos mais de 25 mil imóveis na capital paulista
Até setembro deste ano já foram vendidos mais de 25 mil imóveis na capital paulista

É possível notar o impacto da retomada a partir da comparação entre as vendas acumuladas nos três trimestres deste ano com o total escoado nos 12 meses de 2012, de 26.958 unidades. A comercialização em nove meses de 2013 corresponde a 95% do total do ano passado.

Como em 2012, o mercado de 2 dormitórios continua liderando em participação de vendas neste ano. A diferença é a redução de 53,6% no acumulado de nove meses de 2012, para 44,8% no mesmo período de 2013. Essa retração pode ser atribuída, em parte, às vendas de imóveis de 1 dormitório, cuja participação passou de 10,8% entre janeiro e setembro de 2012, para 25,3% no acumulado até setembro deste ano.

Em termos absolutos, todos os segmentos apresentaram evolução. Foram vendidas 11.454 unidades de 2 dormitórios nos 9 meses deste ano, diante de 10.302 imóveis em igual intervalo de tempo de 2012 (alta de 11,2%). Já no mercado de 1 dormitório houve alta de 213,1%, com 6.485 imóveis vendidos até setembro último, ante as 2.071 unidades do mesmo período do ano passado.

As vendas de 3 dormitórios acumuladas neste ano totalizaram 5.580 unidades, superando em 6,8% as 5.224 unidades comercializadas em igual período do ano anterior.

Em termos de Valor Global de Vendas (VGV), o volume movimentado de janeiro a setembro deste ano (R$ 14,5 bilhões) praticamente atingiu o VGV do ano passado atualizado pelo INCC-FGV, de R$ 14,6 bilhões. Em relação a igual período de nove meses de 2012 (R$ 10,0 bilhões), o aumento foi de 44,5%.

Comparando os intervalos de janeiro a setembro de 2012 e 2013, o número de unidades lançadas registrou crescimento de 25,4%, com 16.932 imóveis e 21.225 unidades, respectivamente.