Vendas de imóveis em Belo Horizonte caem 56,5%

0
384
No ano passado, foram ofertados no mercado 30,2% a mais de novos apartamentos em BH
No ano passado, foram ofertados no mercado 30,2% a mais de novos apartamentos em BH
Além das vendas de imóveis, o estoque de novos em BH e Nova Lima registra nova queda em outubro 

As vendas de imóveis na capital mineira e em Nova Lima caíram 56,5% em outubro, em relação a setembro, segundo a  Pesquisa do Mercado Imobiliário do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-MG), realizada pela Brain Bureau de Inteligência Corporativa.  Em relação ao mês anterior, outubro apresentou redução de 91,4% nos lançamentos de imóveis.

“O que estamos observando é, novamente, o movimento das empresas de adequar o ritmo dos lançamentos conforme a demanda e desempenho das vendas. Deste modo, os mercados de Belo Horizonte e Nova Lima seguem com um nível de estoque equilibrado”, afirma o vice-presidente da Área Imobiliária do Sinduscon-MG, José Francisco Couto de Araújo Cançado.

Em outubro, o estoque de apartamentos novos em Belo Horizonte e Nova Lima registrou queda de 1,8% em relação a setembro. O resultado foi consequência do maior volume de vendas, 103 unidades, frente ao menor número de lançamentos, 16 unidades. Assim, a oferta atual nas duas cidades caiu de 4.963 para 4.876 na comparação entre esses dois meses. A redução de estoque também foi observada no segmento comercial, decorrente do aumento das vendas em outubro. Os dados são da Pesquisa do Mercado Imobiliário do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), realizada pela Brain Bureau de Inteligência Corporativa.

Segundo a pesquisa, os 16 lançamentos de outubro ocorreram na região Leste de Belo Horizonte. Já as vendas se concentraram mais na região do Barreiro, respondendo por 43 unidades habitacionais, e em Nova Lima, com a comercialização de 32 apartamentos novos.  

No segmento de imóveis comerciais, as vendas passaram de 12 unidades em setembro para 42 unidades em outubro. Isso refletiu na queda do estoque, de 636 para 594 unidades, visto que não foi registrado nenhum lançamento em outubro.

Ambiente de negócios

“Estamos preparando um balanço sobre o desempenho do setor em 2016 e vamos divulgar em breve, mas já é possível observar uma melhora no ambiente de negócios em relação ao início do ano. Caso as medidas econômicas anunciadas entrem em vigor, as expectativas são boas para 2017”, complementa José Francisco.

A Pesquisa do Mercado Imobiliário do Sinduscon-MG, realizada pela Brain Bureau de Inteligência Corporativa, coletou dados junto a 250 empresas no mês de outubro de 2016. Este universo abrange cerca de 90% dos empreendimentos em comercialização em Belo Horizonte e Nova Lima, correspondendo a mais de 95% das unidades comercializadas.