Soleiras e suas possibilidades na decoração

0
1273
Para fazer a transição da sala para o home Office e da sala para a cozinha, os arquitetos Bruno Vianna e Ivana Andrade usaram soleiras feitas com dois materiais diferentes: madeira e granito.
Para fazer a transição da sala para o home Office e da sala para a cozinha, os arquitetos Bruno Vianna e Ivana Andrade usaram soleiras feitas com dois materiais diferentes: madeira e granito
Utilizadas como elementos de arremate de pisos, as soleiras servem para dar acabamentos em desníveis ou em trocas de revestimentos, agregando um charme a mais na arquitetura de interiores

As soleiras podem ser usadas quando há um desnível entre os pisos dos cômodos, quando há troca de revestimento de piso entre os ambientes ou para quem deseja simplesmente dar um toque diferenciado na paginação dos pisos.

Não há um material específico para ser utilizado nas soleiras. Tudo irá depender da harmonização com o piso escolhido para cada determinado ambiente. De acordo com o arquiteto Bruno Vianna, não há regras: “Os melhores materiais para soleira são materiais que possam ser cortados em réguas longas.  O ideal é que a soleira seja peça única ou que tenha o menor número possível de segmentos. A espessura precisa ser passível de acabamento como madeira, pedra, perfil metálico. Um piso de madeira, mármore ou granito pode receber soleira do mesmo material, por exemplo”, explica.

A arquiteta Isabela Canaan compartilha da mesma ideia e destaca que a tendência, atualmente, é utilizar a soleira do mesmo material do piso, sempre que possível. “Deve se dar atenção especial ao acabamento de topo da soleira quando houver desnível de piso, pois o mesmo fica aparente no lado do cômodo que tem o piso mais baixo. O melhor material é o que harmoniza com o piso escolhido podendo ser de outro material, do mesmo que o piso ou até mesmo ser suprimido entre os cômodos, mas a tendência é que seja do mesmo material”, ressalta.

Neste projeto assinado pela arquiteta Isabela Canaan, a soleira da porta é do mesmo mármore usado no piso
Neste projeto assinado pela arquiteta Isabela Canaan, a soleira da porta é do mesmo mármore usado no piso

Segundo Fátima Baracho, diretora da marmoraria Baracho Pedras, para compor a soleira, os profissionais do décor costumam buscar materiais que sejam mais homogêneos. “Os materiais para as soleiras vão depender dos ambientes em que elas integram. Os profissionais normalmente especificam materiais mais homogêneos para as soleiras. As de mármore e granito são as mais utilizadas, atualmente, em áreas externas e em ambientes que devem ser bem delimitados”, explica Fátima.

Geralmente as soleiras são usadas da largura da folha da porta ou da largura do marco da porta. Bruno Vianna cita que a largura da soleira vai depender de cada projeto, especificamente. “Para ser colocada em portas de tamanho padrão as réguas de 60cm e 80cm já são suficientes, mas para a transição com varandas e outras situações de vãos grandes, as peças devem ser mais longas. Vai depender de cada situação e de cada projeto”, enfatiza.

As soleiras podem se adequar em diversos ambientes, mas também podem ser substituídas ou dispensadas. Varia de acordo com as necessidades do projeto e do cliente. “Ela pode ser suprimida desde que seja verificado se o revestimento escolhido para o piso pode ter o topo polido para assegurar assim um bom acabamento nos ambientes que estão em desnível”, explica Isabela Canaan.

Bruno Vianna acrescenta: “Atualmente, em arquiteturas mais limpas, os desníveis vêm sendo substituídos por inclinação suave no piso. Se o material do piso for o mesmo, a soleira pode ser dispensada. Outro elemento que substitui a soleira é o friso metálico, que arremata uma paginação de piso, quase desaparecendo no visual geral”.