Presa quadrilha de financiamento de imóveis da Caixa

0
331
Quatro funcionários da Caixa foram demitidos pelas fraudes no financiamento de imóveis
Quatro funcionários da Caixa foram demitidos pelas fraudes no financiamento de imóveis

A Polícia Federal prendeu, nesta terça-feira (17/03), os integrantes de uma quadrilha que fraudava contratos de financiamento de imóveis da Caixa Econômica Federal. Os agentes cumpriram 34 mandados de condução coercitiva –  autorização judicial para que a polícia leve pessoas investigadas à delegacia e ouça seus depoimentos.

Quatro funcionários da Caixa foram demitidos pelas fraudes no financiamento de imóveis
Quatro funcionários da Caixa foram demitidos pelas fraudes no financiamento de imóveis

Também foram cumpridos 31 mandados de busca e apreensão e o afastamento de dez funcionários da Caixa. A Polícia Federal (PF) apreendeu de 20 veículos e bloqueou contas-correntes. A Operação Dolos foi deflagrada nos estados do Rio de Janeiro, de São Paulo e Minas Gerais.

Segundo a PF, a organização usava documentos falsos e liberava valores sem a devida garantia, para contratos de financiamento de até R$ 1 milhão. A investigação da polícia aponta a participação de funcionários de três agências da Caixa e até de gerentes regionais da instituição.

A maioria dos financiamentos envolvia imóveis da Região dos Lagos fluminense. Alguns foram avaliados em mais de dez vezes o real valor de mercado.  Vários contratos envolviam imóveis que sequer existiam.

A liberação de recursos nas três agências, Pio X, Lote XV e Riachuelo, no Rio de Janeiro, demorava apenas quatro dias, enquanto nas demais agências, de acordo com a Polícia Federal, o processo demorava um mês.

A fraude foi descoberta através de uma sindicância da Caixa, depois que os funcionários descumpriram normas internas do banco. Quatro funcionários da Caixa já foram demitidos por causa das fraudes.

Os suspeitos serão indiciados por associação criminosa, falsificação de documentos públicos, estelionato, peculato e corrupção.

Com informações da Agencia Brasil/EBC.