Preços de imóveis tem queda real em 12 meses

0
391
Desde 2011, esta é a primeira vez que o preços de imóveis têm queda real de preços
Desde 2011, esta é a primeira vez que o preços de imóveis têm queda real de preços

Entre janeiro de 2014 e janeiro de 2015, aumento médio dos preços de imóveis  nas 20 cidades pesquisadas ficou abaixo do IPCA

O Índice FipeZap Ampliado, que acompanha o preços de imóveis em 20 cidades brasileiras, registrou aumento de 0,39% em janeiro de 2015, chegando a 6,29% de aumento na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Seja na comparação mensal ou na anual, os aumentos registrados foram menores do que a inflação (considerando a projeção do Boletim Focus/Banco Central de 1,20% para janeiro/2015). O levantamento é feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em parceria com o Zap Imóveis.

Desde 2011, esta é a primeira vez que o preços de imóveis têm queda real de preços
Desde 2011, é a primeira vez que os preços de imóveis têm queda real de preços

Essa é a primeira vez que tanto o Índice FipeZap Ampliado (20 cidades) quanto o Índice FipeZap Composto (7 cidades, série iniciada em agosto/2010) registram queda real (variação menor do que a inflação) na base de comparação anual.

Em janeiro, o maior aumento mensal registrado foi em Fortaleza, com alta de 1,43%; Apenas a capital cearense foi capaz de ter aumento de preço acima da inflação nacional esperada para o mês. Já Porto Alegre registrou a maior queda de preços, com variação de -0,68%. Na variação anual, 11 das 20 cidades pesquisadas têm queda em termos reais, inclusive São Paulo (-0,1%) e Rio de Janeiro (-0,4%).

A partir de janeiro/2015, serão disponibilizadas novas séries de preços de locação para mais cidades que já compõem o índice de preços para venda. Os dados de locação passam a ser divulgados separadamente, sempre no dia 15 do mês subsequente do mês de referência (ou no dia útil se

Veja tabela de preços por valor do metro quadrado.

FipeZap Jan