Preços de imóveis caem 8,17% em 12 meses

0
349
Em cidades como Rio de Janeiro, Recife, Niterói e Distrito Federal houve queda nominal nos preços de imóveis
Em cidades como Rio de Janeiro, Recife, Niterói e Distrito Federal houve queda nominal nos preços de imóveis
No semestre, a variação dos preços de imóveis  foi de apenas 0,03%. Entre maio e junho, o Índice FipeZap também mostrou estabilidade

Os preços de imóveis tiveram queda real de -8,17% em 12 meses, segundo levantamento do  Índice FipeZap – que acompanha o preço de venda dos imóveis em 20 cidades brasileiras. Entre maio e junho,  a variação foi nula. Considerando-se os últimos 12meses, o Índice FipeZap também se manteve praticamente estável (-0,02%). Com isso, tem-se o menor resultado do Índice em toda a sua série histórica, considerando essa base de comparação. Tendo em vista que a inflação esperada para o período é de 8,88%, o preço médio anunciado do m2 apresentou queda real de – 8,17%.

É  importante enfatizar que todas as cidades brasileiras que compõem o Índice FipeZap registraram variação inferior à inflação esperada nos últimos 12 meses, sendo que no caso das cidades de Rio de Janeiro, Recife, Niterói e Distrito Federal, houve queda nominal.

Em junho, o valor médio do metro quadrado anunciado das 20 cidades foi de R$ 7.635. Rio de Janeiro se manteve como a cidade com preços de imóveis por metro quadrado mais caro do país (R$ 10.251), seguida por São Paulo (R$ 8.630). Por outro lado, as cidades com menor valor médio por metro quadrado entre as pesquisadas pelo Índice FipeZap foram Contagem (R$ 3.605) e Goiânia (R$ 4.211). Veja abaixo.

O Índice FipeZap, desenvolvido em conjunto pela Fipe e pelo portal ZAP Imóveis, é calculado pela Fipe e acompanha o preço médio do metro quadrado de apartamentos prontos em 20 municípios brasileiros com base em anúncios da internet, A metodologia utilizada para o cálculo do Índice FipeZap está disponível em http://www.fipe.org.br 

O Rio de Janeiro continua tendo os preços de imóveis mais caros do Brasil, segundo o Índice FipeZap. O menor valor é em Contagem (MG)
O Rio de Janeiro continua tendo os preços de imóveis mais caros do Brasil, segundo o Índice FipeZap. O menor valor é em Contagem (MG)