Plantas na cozinha decoram, agregam sabor e frescor nas comidas

0
377
Ventilação e iluminação dos espaços são importantes para cultivar plantas em ambientes fechados

Coentro, manjericão, alecrim, hortelã, tomilho, orégano. Já pensou em colher essas hortaliças diretamente da terra na hora de cozinhar? Uma ideia atrativa, mas, aparentemente, pouco provável para quem mora em apartamento ou não tem tempo para o cultivo. A boa notícia é que, interessados na beleza que essas plantas conferem aos ambientes, profissionais da decoração apresentam soluções simples e criativas para quem deseja ter sua hortinha particular.
“Por menor que seja o espaço, sempre há lugar para cultivar certas plantas e, melhor ainda, surpreender-se com seus aromas. Elas são sempre o arremate para qualquer projeto. As plantinhas podem ornamentar janelas, bancadas e aparadores, além de valorizar projetos por meio de suas cores que dão vida aos espaços”, avaliam as designers de interiores Fabiana Visacro e Laura Santos.
Outro detalhe a ser levado em conta é a versatilidade do cultivo, que possibilita a aplicação de várias ideias. “É possível ser criativo ao montar sua hortinha. Podem ser utilizados vasinhos, latas, garrafas pets, baldinhos. Existe uma infinidade de ideias a serem exploradas”, defendem as designers de interiores Ana Karina Chaves e Klazina Norden. Fabiana e Laura concordam: “O local para o cultivo pode ser um canteirinho, uma caixa de madeira ou um vaso mais comprido. Outro material bastante utilizado para o cultivo de plantas é o ‘Bacsac’. De tecido ecológico bastante flexível, pode ser colocado em qualquer ambiente, pois mantém o equilíbrio entre a terra, o ar e a água”, sugerem.
Independente do recipiente é importante estar atento a alguns cuidados que irão garantir o sucesso do plantio. “Para crescerem viçosas, especialmente em apartamentos e ambientes internos, os vegetais necessitam de alguns cuidados especiais, que começam já na escolha do que será cultivado. Afinal, cada espécie exige iluminação, temperatura, rega e tipos de vasos apropriados. Para a maioria das plantas, a rega deve ser diária e o sol da manhã é o mais apropriado. A iluminação natural e a ventilação do ambiente são fundamentais para o desenvolvimento das mudas e estes dois aspectos devem ser levados em conta para a elaboração do projeto”, alertam Fabiana Visacro e Laura Santos.
Depois de conciliar a escolha das plantas e do recipiente com as especificações dos projetos, basta colher – literalmente – os bons resultados. “As hortinhas na cozinha estão em alta, pois combinam com o estilo de vida saudável e sustentável que é muito valorizado hoje em dia. Portanto, elas se harmonizam com todos os estilos de decoração: das rústicas às mais contemporâneas”, arrematam Ana Karina Chaves e Klazina Norden.