Parceria entre a arquitetura e designer gráfico

0
380
Arquitetura e designer gráfico se complementam
Arquitetura e designer gráfico se complementam
Projetos para escritórios resultam em espaços criativos e bem sinalizados, sem que sejam necessárias alterações estruturais no local. O custo do projeto também pode sair mais em conta. A Arquitetura e o designer ajudam nisso.

O empreendedorismo começou a ganhar força no Brasil da década de 1990 e não parou mais. Pesquisa realizada em 2010 pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM) aponta que o país é um dos mais empreendedores do mundo! Depois de organizada a papelada para oficializar o negócio, o primeiro passo é arrumar um bom local e montar um escritório. Aí, começa outro dilema: como deixar o local com status de empresa se, geralmente, não se pode mexer muito na estrutura do lugar que, muitas vezes, é alugado? A arquitetura e designer gráfico podem ajudar.

Para ajudar a montar um escritório que impressione o cliente e passe credibilidade, sem precisar fazer modificações estruturais, entra a figura do arquiteto. Esse profissional, em parceria com um designer gráfico, vai elaborar um projeto baseado na comunicação visual de forma eficiente. “Essa parceria agrega valor de imagem para a empresa, além de facilitar a compreensão do projeto”, conta a arquiteta e colunista do Portal emorar Flávia Soares.

A designer gráfica Glênia Braga ressalta as vantagens da união entre essas áreas: “Pode-se criar projetos diversificados em pequenos ambientes, explorar superfícies já existentes, inserindo cor, informação e personalização, sem a necessidade de alterar a estrutura física. Além disso, os valores de produção são mais em conta, devido à diversidade de acabamentos, cortes e materiais que a indústria gráfica disponibiliza”.

Parceria

Flavia conta como funciona a parceria com o profissional de designer gráfico na hora de projetar um escritório: “Quando eu utilizo em um projeto de artifícios da comunicação visual como elemento arquitetônico, faço um briefing e passo para o designer. Depois, nos reunimos novamente e acertamos os detalhes e conclusão da sociedade. Isso é importante porque as artes que serão feitas por ele e adesivadas no escritório têm que estar em harmonia com o restante do décor e ainda sinalizar cada setor da empresa”.

Mas para que tudo saia como planejado é necessário tomar cuidados. “É preciso ficar atento com a influência da iluminação interna e externa, já que podem alterar a cor e causar reflexos que prejudicam a visibilidade, ou até mesmo escurecer o ambiente. Fatores externos, como umidade, temperatura e acabamento da superfície em que será aplicado o projeto, também podem influenciar na duração do mesmo”, explica Glênia.

Flávia finaliza com uma excelente dica sobre decoração para este tipo de espaço: “Para escritórios é interessante propor um layout eficiente, proporcionando um ambiente aconchegante, motivador e ergonomicamente correto. Imagens sob forma de adesivos, banners, placas e uso de cores, são excelentes como elemento gerador de identidade”.