Mudar de casa pode ser mais fácil e barato do que você imagina!

0
157
Sugiro que ao mudar de casa se lembre de levar suas melhores energias! Foto: Carlos Olímpia/Divulgação
Sugiro que ao mudar de casa se lembre de levar suas melhores energias! Foto: Carlos Olímpia/Divulgação
Antes de mudar de casa, são tantas as providencias necessárias que acabamos gastando mais tempo e mais recursos por desconhecer algumas facilidades

Cássia Ximenes *

Mudar de casa muitas vezes é muito chato. Economize tempo e dinheiro na sua mudança se planejando e conhecendo algumas vantagens que lhe são oferecidas, como, por exemplo, no seguro incêndio, obrigatório para contratos de locação, ou até no seu cartão de credito. Há uma gama de serviços embutidos que pouca gente sabe. Muitas seguradoras e bandeiras de cartões disponibilizam profissionais para prestar os serviços de instalações de chuveiro, de eletrodomésticos, de varal de roupas e até a troca do segredo da fechadura (procedimento  este indispensável e que deve ser feito assim que tiver de posse das chaves do nova moradia).

São tantas as providencias necessárias para mudar de casa, que acabamos gastando mais tempo e mais recursos por desconhecer algumas facilidades que podem reduzir em muito o estresse causado nesse momento. O ideal é começar fazendo uma lista ou uma planilha que ajude a planejar cada etapa da mudança. Para isso, você pode usar planilhas do Office da Microsoft, baixar aplicativos específicos que o ajudem ou usar a velha e boa dupla do papel e caneta! Determine o que deve ser feito e tente criar um cronograma com espaço de tempo definido para início e fim de cada item da lista. Estabeleça as prioridades para que tudo possa fluir sem atropelos.

Convênio para descontos

Antes de contratar uma empresa de mudança, verifique se sua imobiliária mantém algum convênio que represente descontos. Existem aplicativos para comparar preços e serviços também para essa etapa, como o “mudança.com”, “getninjas.com”, que ajudam a contratar um simples carreto ou empresas que fazem do encaixotamento à organização dos armários. Esses aplicativos ainda disponibilizam um bate-papo com pessoas que já utilizaram os serviços e podem comentar e avaliar.

Hora de empacotar e etiquetar tudo! Veja algumas dicas de ouro:

1) primeiro, embale o que você não usa no seu cotidiano e deixe por último o que te faz falta no dia a dia, como chuveiro, gás de cozinha, cosméticos, um par de toalhas, mudas de roupas e sapatos, alguns pratos, copos e talheres;
2) procure, primeiramente, utilizar suas malas de rodinhas para facilitar o transporte de roupas;
3) quando precisar utilizar caixas, dê preferência às pequenas, que são mais fáceis de carregar, lembrando de reforçar a parte de baixo com fitas adesivas para não correr o risco de arrebentarem quando estiverem cheias;
4) Caixas grandes devem guardar coisas leves, como travesseiros, roupas de cama e outros itens maiores que não pesem tanto;
5) Utilize pequenos saquinhos plásticos para embalar parafusos e outros itens. Cole com fita adesiva junto a alguma parte do móvel a que pertencem e etiquete;

Outras dicas

6) Cubra quadros com papelão ou cobertores e, depois, embale com plástico bolha;
7) Retire as gavetas dos móveis e as utilize como “caixas”. Cuide de vedá-las para não deixar cair o que está transportando;
8) Pratos e outros itens frágeis de cozinha devem ser embalados um a um.
9) Preencha os espaços vazios, que porventura fiquem nas caixas, com jornal amassado para evitar que os objetos corram o risco de se chocarem no trajeto e sofram algum dano;
10) Coloque, nas etiquetas, qual o lado da caixa deve ficar para cima;
11) Joias e objetos mais valiosos devem ser transportados com você;
12) Faça uma mala de mão para passar a primeira noite com os itens necessários como artigos de higiene, roupa de cama e banho.

Aplicativo de decoração pode ajudar

Caso não tenha uma decoradora acompanhando, que tal usar um aplicativo para ajudá-lo? Existem  aplicativos que vão orientar desde a cor das paredes até a sugestão de móveis e adornos e sua disposição nos ambientes. Experimente o “Houzz”, “DecorMatters”, “Home Space Planning Design Tool”. Até para colocar os quadros na parede de forma harmônica, tem aplicativo: “IHandy level free”.

E, na onda dos apps, conheça todas as facilidades da região para a qual está se mudando e contrate pequenos serviços na própria vizinhança pelo “Guia da casa”. Caso tenha se esquecido de comprar algum item e precise com urgência, tem quem faça isso a tempo e a hora pra você por outro app que virou febre: “Rappi”.

Conheça seu condomínio

A última dica que pode fazer toda a diferença é: conheça as normas do seu condomínio, desde os dias e horários em que é permitido fazer a mudança até quais serviços ou profissionais estão inclusos. Verifique quais operadoras de TV a cabo e internet estão aptas a fornecer serviços e o que pode ser recebido e guardado na portaria.

Para encerrar meu artigo, sugiro que ao mudar de casa se lembre de levar suas melhores energias! Entre com pé direito, sinta gratidão pela conquista, harmonize seu lar, abençoando cada objeto ao colocá-lo no lugar! Faça um brinde à vida nova e seja feliz!

* Jornalista, especialista em negócios imobiliários, empresária e presidente da CMI/Secovi-MG (Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais)