Minas teve mais de 61 mil ações de despejo em 2013

0
473
Comprador de imóvel na planta não pode ser obrigado a bancar de taxas de corretagem e Sati
Comprador de imóvel na planta não pode ser obrigado a bancar de taxas de corretagem e Sati

Em 2013, foram notificadas nos cartórios de Minas Gerais 61.547 ações de despejo, 983 ações revisionais de aluguel e 3.359 ações renovatórias de locação. Esses são Esses são os principais dados do levantamento trimestral realizado pela Câmara do Mercado Imobiliário (CMI/Secovi-MG).

Minas Gerais teve 61.547 ações de despejo em 2013
Minas Gerais teve 61.547 ações de despejo em 2013

O último trimestre do ano apresentou um número inferior nas ações de despejo (16.893) e nas ações revisionais de aluguel (271) se comparado com o mesmo período de 2012: ações de despejo (18.502) e revisionais de aluguel (732). Já em relação às ações renovatórias de locação, houve aumento: 992 ações no último trimestre de 2013 e 788 em 2012.

 

Ações de despejo

Revisionais de aluguel

Renovatórias de locação

61.547

983

3.359

Pelos dados mensais dezembro de 2013 apresentou números menores nos três tipos de ações na comparação com o mesmo período do ano anterior. Enquanto no mês passado foram registradas 3.674 ações de despejo, 67 ações revisionais de aluguel e 242 ações renovatórias de locação, em dezembro de 2012 foram 4.302 (17,1% a mais), 86 (28,4% a mais) e 324 (33,9% a mais), respectivamente.

As notificações de despejo totalizaram 6.791 em outubro e 6.428 em novembro. Já as ações revisionais de aluguel fecharam outubro com 101 e novembro com 103. O levantamento mostra que as ações renovatórias de locação chegaram a 398 em outubro e 352 em novembro.

Em 2013, outubro foi o mês com maior registro de despejos: 6.791 notificações. Em relação às ações revisionais de aluguel, setembro liderou o ranking com 124 ações. Já o mês de outubro registrou o maior número de ações renovatórias de locação do ano: 398.