Materiais de construção tem crescimento nas vendas em julho

0
327
A indústria de materiais de construção espera crescimento de 1,5% em 2018
A indústria de materiais de construção espera crescimento de 1,5% em 2018
Indústria de materiais de construção mantém ritmo de retomada do crescimento no ano à despeito das dificuldades da economia brasileira

Os materiais de construção tiveram alta de 3,7% nas vendas em julho, em relação ao mesmo mês do ano passado, de acordo com pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (ABRAMAT). Os resultados aferidos indicam manutenção da tendência de recuperação do setor no ano, mesmo considerando externalidades enfrentadas como a greve dos caminhoneiros ocorrida e o novo patamar cambial.

Como previsto na última edição do Índice, o resultado real de junho foi superior ao estimado, e atingiu crescimento de 3,7% em relação ao mesmo mês do ano anterior (versus a previsão anterior de queda de 4,7%), confirmando que parte das vendas não realizadas em maio em função da greve dos caminhoneiros foram adiadas para o mês seguinte e capturadas pela metodologia FGV, que utiliza dados do IBGE como base.

O mês de julho, já mais distante da externalidade da greve, foi de continuidade da tendência de crescimento do setor, apontando aumento de 5,7% no faturamento em relação ao mesmo mês do anterior. Em relação ao número revisado de junho, o crescimento foi de 1,1%, fazendo com que o crescimento acumulado no ano, em relação ao mesmo período no ano anterior, atinja 1,7%. O resultado está em linha com a projeção de crescimento acumulado anual de 1,5%, mantida pela associação desde o início de 2018.

Recuperação de empregos

O emprego na indústria de materiais de construção segue rumando para uma reversão de tendência. O acumulado no ano agora é de -0,9%, melhor resultado desde janeiro. No mês anterior, o ano acumulava redução de -1,2% no número de vagas. Foi o segundo mês consecutivo em que a redução de vagas na indústria de materiais de construção diminui.

“Como já havíamos indicado, a nova pesquisa do índice aponta uma retomada, ainda que tímida, do crescimento da indústria de materiais de construção. A ABRAMAT segue não apenas torcendo por uma melhora do setor, mas atuando efetivamente junto a todos seus interlocutores com diagnósticos e propostas para auxiliar a retomada do crescimento, acreditando na possibilidade de desenvolvimento sustentável do setor e do país.” comenta Rodrigo Navarro, presidente da ABRAMAT.