Índice da Construção Civil sobe 0,58% em agosto

0
174
A mão de obra subiu 0,31% no custo da construção civil em março, segundo a FGV
A mão de obra subiu 0,31% no custo da construção civil em março, segundo a FGV

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo IBGE, apresentou alta de 0,58% em agosto, ficando 6,73 pontos percentuais acima da taxa de julho (-6,15%), quando refletiu a desoneração da folha de pagamento de empresas do setor da construção civil prevista na lei 12.844, sancionada em 19 de julho de 2013.

A variação acumulada (janeiro a agosto) foi negativa (-1,74%), enquanto em igual período de 2012 havia ficado em 4,38%. O resultado dos últimos doze meses ficou em -0,51%, abaixo, portanto, dos -0,30% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Em agosto de 2012, o índice foi de 0,79%.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em julho fechou em R$ 835,95, em agosto passou para R$ 840,76, sendo R$ 463,03 relativos aos materiais e R$ 377,73 à mão de obra.

A parcela da mão de obra, em agosto, apresentou variação de 0,86%, 15,54 pontos percentuais acima de julho. Os materiais, por outro lado, registraram uma diferença de 0,23 ponto percentual, indo de 0,12% em julho para 0,35% em agosto. Nos oito primeiros meses do ano, os acumulados são de 2,04% (materiais) e -6,00% (mão de obra), enquanto, em doze meses, ficaram em 3,06%(materiais) e -4,57% (mão de obra).

Região Sul tem maior alta
A Região Sul, com alta de 2,02%, ficou com a maior variação regional em agosto. As demais regiões apresentaram os seguintes resultados: 0,87% (Norte), 0,33% (Nordeste), 0,23% (Sudeste) e 0,55% (Centro-Oeste).

Com relação aos acumulados, a Região Norte apresentou a menor variação no ano (-3,67%), além de ser a mais baixa nos últimos doze meses (-1,34%).

Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 841,03 (Norte); R$ 782,93 (Nordeste); R$ 877,30(Sudeste); R$ 866,60 (Sul) e R$ 851,77 (Centro-Oeste).

Sinapi Agosto

Fonte: IBGE.