Imóvel na planta e o preço justo

0
543
É obrigatória em qualquer tipo de venda de imóvel na planta, que a construtora convoque a assembleia para instalar a Comissão de Representantes
É obrigatória em qualquer tipo de venda de imóvel na planta, que a construtora convoque a assembleia para instalar a Comissão de Representantes

Geralmente comprar um imóvel na planta ou em construção representa um fator de lucratividade, pois ao pagar menos que imobiliária assunto escrito por Kênioo valor de um imóvel pronto e com os preços subindo mais do que a inflação, é comum que o investidor tenha um resultado positivo ao receber o apartamento, loja ou sala. Entretanto, diante do fato de parte expressiva da população não se ater a contas, agir por impulso e não aprofundar em questões econômicas estimula a ocorrência de situações estranhas: unidades na planta sendo negociadas no mesmo preço de um imóvel pronto.

Muitas pessoas têm o vício de pensar que sabem tudo, que as coisas são simples e com a pressa em terem lucro acabam tendo prejuízo. Além disso, o desejo da família de ter uma casa nova, a falta de tempo, o cansaço de analisar várias propostas e a carga emocional presente numa compra de alto valor são fatores que contribuem para decisões equivocadas. Agir de maneira racional e usar a calculadora é fundamental.

O comprador, de maneira ilógica, pensa que consultar um especialista seja jogar dinheiro fora e assim acredita em tudo que ouve e só pensa na prestação que cabe no orçamento mensal e não vê outras variáveis que podem lhe acarretar um negócio melhor. Pelo valor baixo, há comprador que ignora o montante pago por uma Tv ou geladeira ao final das prestações, mas isso num imóvel não nada inteligente.

Calcular preço exige conhecimento do mercado
O comprador deve compreender as diferenças de comprar um imóvel pronto, que oferece a vantagem de saber exatamente o que está adquirindo, ou seja, o acabamento, a posição perante sol, a ventilação, o acesso às vagas de garagem, tamanho e visual da portaria e fachadas, enfim, evita surpresas que podem acontecer quando se compra o que ainda não pode ser visto.

Quem compra o imóvel pronto elimina o risco de não receber o bem, pois recebe de imediato de maneira que pode obter inclusive renda com a sua locação ou uma economia se preferir ocupá-lo.

Se comprar na planta deve fazer as contas de quanto deixará de ganhar numa aplicação financeira ao desembolsar as prestações durante o prazo da obra e, não apenas, decidir pelo discurso da construtora em facilitar o pagamento em mais parcelas e com um investimento inicial menor.

Com o mercado imobiliário passando por um período de ajuste, o que é normal, pois ele é cíclico, nada garante que o preço do imóvel na planta evolua acima da variação do INCC ou do CUB. O valor da unidade vendida na planta deve ser menor do que a do imóvel pronto, pois assim será maior a chance de lucratividade.

Oferta do momento X falta de recursos

Há centenas de unidades prontas adquiridas por investidores à venda, as quais são vendidas com prazos curtos e exigem uma entrada maior. Por isso há poucos lançamentos, e assim, as construtoras estão deixando de dar o desconto, pois argumenta que o comprador pagará de forma mais diluída o preço no decorrer da obra.

Risco X tranqulidade
Sendo o comprador bem orientado, especialmente mediante a análise dos documentos e do contrato que deve proteger também o comprador (e não só a construtora), poderá fazer um bom negócio, seja na planta ou pronto, conforme as diversas orientações que publicamos aqui no Pampulha. Ficamos felizes em receber dezenas de e-mails dos leitores que nos agradecem por terem evitado problemas, porque foram esclarecidos por nossa coluna.

Ouça no site www.radiojustica.jus.br, a qualquer momento, da RÁDIO JUSTIÇA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, (FM 104,7 Brasília) as diversas colunas sobre compra, locação e condomínio. Basta colocar o nome na pesquisa: kenio pereira. Tire suas dúvidas no site da BANDNEWS (FM 89,5) ou ao vivo toda segunda e sexta-feira, às 13:12 h.

Belo Horizonte, 23 de novembro de 2013.
Kênio de Souza Pereira
Diretor da Caixa Imobiliária Netimóveis – BH-MG
Presidente da Comissão de Direito Imobiliário da OAB-MG
e-mail: keniopereira@caixaimobiliaria.com.br – tel. (31) 3225-5599.

www.keniopereiraadvogados.com.br.