Imóvel e a importância da vistoria

0
425
No imóvel, comece observando os sinais óbvios para que sua tranquilidade não “desça pelo cano”
No imóvel, comece observando os sinais óbvios para que sua tranquilidade não “desça pelo cano”
Faça a vistoria em seu imóvel tranquilamente e de forma criteriosa

lilianApós escolher o imóvel, e antes de bater o martelo, é preciso fazer uma vistoria detalhada para saber se não está comprando gato por lebre.

É preciso identificar se não há falhas na construção, e no acabamento, para que o seu “lar doce lar” não seja uma experiência amarga!

Se o imóvel é usado, tem que ficar acertado com o vendedor o que ele vai deixar no imóvel! Às vezes, o comprador visita o imóvel montado, mas, na entrega, o vendedor retira aquele painel em madeira da sala e, até mesmo, as duchas higiênicas dos banhos. E, claro, o comprador se decepciona! Para que isso não aconteça, é preciso fazer um Inventário de todas as coisas que vão ficar no imóvel e anexar no Contrato de Compra e Venda para conferência futura. É o velho ditado: “Combinado não sai caro”.

E o que conferir no imóvel?

É bom conferir o piso e o rodapé de todo o imóvel antes para não ter que assentar peças soltas depois da mudança
É bom conferir o piso e o rodapé de todo o imóvel antes para não ter que assentar peças soltas depois da mudança

PISO

Se o piso for em madeira, taco ou tábua corrida, é importante inspecionar, não só o piso, mas os armários também, ver se não há existência de cupim. E, se houver, o valor a ser gasto para a troca do piso ou troca dos armários deve ser contabilizada no custo final desse imóvel.

Um teste para verificar se o piso está nivelado é colocar uma bolinha de gude no chão e observar se ela vai rolar. E ande bastante para apurar se existe taco solto ou se alguma peça cerâmica está oca!

PORTAS E JANELAS

É bom conferir todas as portas e janelas, constatar se a porta está fechando sem a necessidade de forçar e se a mesma fica aberta sem precisar de apoio. A porta não deve agarrar no piso, estar empenada ou com barulho na dobradiça!

Não deixe de certificar se as janelas estão bem vedadas, se o silicone ou a borracha não estão gastos, pois pode passar água da chuva para dentro do imóvel. O vidro não deve estar soltou ou batendo!

Porta e janela fora do alinhamento pode denunciar, inclusive, um problema estrutural no imóvel.

PARTE ELÉTRICA

Na parte elétrica, confirmar se os disjuntores do quadro elétrico são suficientes para tantos equipamentos modernos que temos hoje em dia! Caso contrário, a chave vai cair com certa frequência.

Com um carregador de celular, teste se todas as tomadas elétricas estão funcionando!

Leve uma lâmpada para testar os bocais também, ficando atento à intensidade da luz para avaliar se a energia está fraca ou não, podendo detectar, a tempo, um problema na resistência dos fios.

E os itens que acabam sendo esquecidos de testar são a campainha e o interfone!

No imóvel, comece observando os sinais óbvios para que sua tranquilidade não “desça pelo cano”
No imóvel, comece observando os sinais óbvios para que sua tranquilidade não “desça pelo cano”

PARTE HIDRÁULICA

Na parte hidráulica, abra todas as torneiras do imóvel e observe a pressão da água! Se a pressão for fraca, a tubulação hidráulica pode estar necessitando de reparo.

Enquanto a torneira estiver aberta, fiscalize se não está minando água no sifão, embaixo da pia, e dê descarga para averiguar se não mina água no engate da bacia sanitária! Confira se os parafusos da bacia não estão enferrujados ou bambos.

Outro teste que devemos fazer é jogar água no box dos banhos (e na varanda, se houver) para certificar que a água escoa em direção ao ralo, sem empoçar em algum canto! São situações sutis que você só vai perceber com o uso do espaço.

Cheque a vedação da torneira, se ela não está amassada, manchada ou pingando. E, também, se as louças não estão trincadas.

A rachadura se movimenta com rapidez e exige a análise técnica de um engenheiro civil para avaliar a gravidade da situação
A rachadura se movimenta com rapidez e exige a análise técnica de um engenheiro civil para avaliar a gravidade da situação

PAREDES

Para verificar se as paredes estão fora do prumo, leve uma régua e observe se há recortes nos cantos do piso, indicando que a parede está torta.

Uma questão de suma importância é supervisionar se o imóvel tem trinca! Trincas na horizontal e na vertical são superficiais e menos preocupantes, pode ser o encontro de materiais diferentes ou, até mesmo, materiais iguais que foram construídos em épocas diferentes. Mas, se a trinca estiver na diagonal, em um ângulo de 45 graus, pode ser algo sério, estrutural. Um teste é preparar uma massa com gesso em pó e água, passar na trinca e observar por alguns dias. Se a trinca não se movimentar, o gesso não vai trincar, sendo, provavelmente, uma trinca simples. Caso contrário, pode acionar um engenheiro civil para fazer uma vistoria.

TETO

Não deixe de examinar o teto, principalmente dos banhos, pois mancha amarelada no gesso pode indicar infiltração vinda de cima.

Faça a vistoria tranquilamente e de forma criteriosa!

Se não sentir segurança, contrate um arquiteto para fazer por você.

Lilian Fajardo é arquiteta, urbanista e designer de interiores.

Trabalha com projetos residenciais e comerciais.

Apresenta a coluna “Arquitetando” toda quinta-feira no programa “Revista BHNews” que começa às 17:30h, com reprise às 21:30h, na BHNEWS TV, canal 09 da NET ou pelo site www.bhnews.tv.br, em tempo real.

lfajardo.arq@gmail.com

www.lilianfajardo.blogspot.com

www.facebook.com/dicasdedecor

@lilianfajardooficial

SHARE
Artigo anteriorCozinha: Master Chef em casa
Próximo artigoConta de água terá medição individualizada
Lilian Fajardo é arquiteta, urbanista e designer de interiores. Trabalha com projetos residenciais e comerciais. Apresenta a coluna Arquitetando toda quinta-feira no programa Revista BHNews que começa às 17:30h, com reprise às 21:30h, na BHNews TV, canal 09 da NET ou pelo site www.bhnews.tv.br, em tempo real.