Imóveis em SP: vendas sobem 7,6% em novembro

1
198
Em Novembro, foram vendidos 2.987 imóveis em SP

Num comportamento atípico para o setor, as vendas de imóveis em SP cresceram 7,6% em novembro de 2014, em comparação com o mesmo periodo de 2013. Isso é o que aponta a  Pesquisa do Mercado Imobiliário do Sindicato da Habitação (Secovi-SP). Em novembro de 2014, foram comercializadas 2.987 unidades residenciais novas na cidade de São Paulo, o que significou um aumento de 210,2% em relação ao mês de outubro, quando foram vendidas 963 unidades.

Em Novembro, foram vendidos 2.987 imóveis em SP
Em Novembro, foram vendidos 2.987 imóveis em SP

Do total comercializado em novembro de 2014, 1.165 unidades eram de 2 quartos; 1.117 de 1 quarto; 555 de 3 dormitórios; e 150 imóveis de 4 ou mais dormitórios.

Em valores absolutos, as unidades de 2 dormitórios foram as que mais venderam. Porém, analisando o VSO mensal (Vendas Sobre Oferta), o imóvel com o melhor desempenho foi o de 1 dormitório, com vendas de 13,6% do total ofertado. As unidades de 2 quartos atingiram o índice de 10,8%; as de 3 dormitórios representaram 7,1% do total; e as de 4 ou mais dormitórios, 5,5%.

Novembro foi o melhor mês para as vendas de unidades novas no município de São Paulo. “Passados os momentos mais críticos do ano, como Copa do Mundo e eleições presidenciais, em dois turnos, o mercado tomou fôlego e reagiu positivamente também no volume de lançamentos”, observa Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP.

Com o resultado de novembro, os lançamentos residenciais na Capital em 11 meses chegaram a 27.004 unidades novas, conforme apurado pela Embraesp. Mesmo com a recuperação do mês, esse total é 9% inferior ao mesmo período de 2013.

“Conforme as nossas expectativas, o mercado imobiliário apresentou melhores resultados em novembro, mês com maior quantidade de vendas no ano. Porém, a previsão é que o desempenho de 2014 fique aquém ao de 2013”, diz Claudio Bernardes, presidente do Secovi-SP.

Lançamentos 

Em novembro de 2014, foram lançadas 6.301 unidades residenciais, conforme a Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), um aumento de 169,7% em comparação com os lançamentos de outubro (2.336 unidades) e de 26,1% em relação a novembro de 2013. Foram lançadas 2.105 unidades de 1 quarto, 2.192 de 2 dormitórios, 1.442 de 3 quartos e 562 de 4 ou mais dormitórios.

Com VGV (Valor Global de Vendas) de R$ 1,6 bilhão, o penúltimo mês de 2014 apresentou um crescimento de 190,8% em relação a outubro, e queda de 28,2% em relação a novembro de 2013, considerando os valores atualizados pelo INCC (Índice Nacional de Custo de Construção).

A Pesquisa Secovi-SP percebeu, no entanto, que pelo terceiro mês consecutivo os municípios do entorno da Capital venderam mais do que lançaram, com consequente redução do estoque. “Isso demonstra que o mercado dessa região está mais aquecido do que o da cidade de São Paulo”, avalia Kallas.

Esses comportamentos opostos entre a Capital e as outras cidades da RMSP parecem ter sido ditados, principalmente, pelo preço das unidades. “Enquanto o preço médio de um imóvel vendido no município de São Paulo é de R$ 520 mil, nos outros municípios é de R$ 375 mil”, justifica Petrucci.

Fonte: Secovi-SP. 

  • andre

    Faltou só uns detalhes nessa matéria:

    – O acumulado de 2014 apresenta uma queda de 40% nas vendas dos imóveis!
    – E os estoques na cidade atingiram seu maior patamar desde 2004!

    2015 será um bom ano… pra que não investiu em imóvies!!!