imóveis comerciais mantêm queda em abril

0
444
Em abril de 2017, o valor médio do m2 anunciado nos municípios monitorados foi de R$ 9.942, no caso de imóveis comerciais à venda, e R$ 42,28, para locação. Foto: Freepik/Divulgação
Em abril de 2017, o valor médio do m2 anunciado nos municípios monitorados foi de R$ 9.942, no caso de imóveis comerciais à venda, e R$ 42,28, para locação. Foto: Freepik/Divulgação
No ano, recuo é mais intenso entre imóveis comerciais à venda do que nos preços de locação

Os preços dos imóveis comerciais mantiveram trajetória de queda em abril, segundo o Índice FipeZap Comercial, calculado pela Fipe em parceria com o ZapImóveis, – que acompanha o preço médio de conjuntos e salas comerciais de até 200 m2 em 4 municípios brasileiros –  No caso dos imóveis comerciais destinados à venda, o índice registrou uma variação nominal de -0,48% no último mês, ao passo que os preços de locação declinaram 0,24%, no mesmo período. Considerando-se os últimos 12 meses, os preços nominais de venda e locação de imóveis comerciais recuaram 3,66% e 6,05%, respectivamente.

Medido pela inflação acumulada (4,08%, de acordo com o IPCA/IBGE), observa-se uma queda real de 7,44%, no caso dos preços de imóveis comerciais à venda, e 9,74%, no caso das unidades destinadas à locação.

Investimento em imóveis comerciais

A comparação entre o investimento em imóveis comerciais e o rendimento de referência de uma aplicação financeira, o CDI (Certificado de Depósito Interbancário*) destaca que, desde 2015, o investidor de imóveis comerciais tem incorrido em perdas. Considerando os dados de abril de 2017, os proprietários de saletas comerciais registraram um retorno médio de 1,8% com o aluguel (fruto da combinação entre a renda média dos alugueis e a taxa de valorização de seus ativos), ao passo que o CDI manteve uma rentabilidade de 13,8%, .

Em abril de 2017, o valor médio do m2 anunciado nos municípios monitorados foi de R$ 9.942, no caso de imóveis comerciais à venda, e R$ 42,28, para locação. Rio de Janeiro se manteve no topo do ranking de venda, com o valor mais caro por m2 (R$ 11.111), enquanto São Paulo lidera com o maior preço médio de locação (R$ 45,28) e a maior taxa de rentabilidade do aluguel, com retorno anualizado de 5,6%. Veja gráfico abaixo

Leia mais sobre este assunto.