Iluminação com rasgos no gesso em alta

0
1714
Neste projeto de iluminação de Carmen Calixto, o rasgo de luz destacou a lareira e o revestimento de pedra filetada. Os spots foram alinhados para compor o forro. Foto: Henrique Queiroga
Neste projeto de iluminação de Carmen Calixto, o rasgo de luz destacou a lareira e o revestimento de pedra filetada. Os spots foram alinhados para compor o forro. Foto: Henrique Queiroga
Os rasgos no gesso estão em alta no décor. A tendência agrega mais sofisticação, beleza e uma iluminação mais adequada aos ambientes 

A opção de utilizar a iluminação com rasgos no gesso é uma tendência atual nos projetos de interiores. Além de propiciar mais sofisticação ao ambiente, essa solução é bastante prática e até mesmo mais econômica.

De acordo com a arquiteta Carmen Calixto, os rasgos no gesso proporcionam uma iluminação difusa e são muito importantes para as cenas que a luz pode criar no espaço. “Quando se projeta a iluminação de um ambiente, é importante que tenhamos algumas lâmpadas de iluminação cênica para valorizar alguns elementos e a iluminação geral, para clarear o ambiente como um todo. É importante pensar na estética do espaço e no posicionamento das lâmpadas de iluminação cênica para posicionarmos os rasgos”, explica.

Nesta sala, a arquiteta Carmen Calixto optou por trabalhar com rasgos de luz dando um charme extra ao ambiente. Foto: Henrique Queiroga
Nesta sala, a arquiteta Carmen Calixto optou por trabalhar com rasgos de luz dando um charme extra ao ambiente. Foto: Henrique Queiroga

Para Carmen, os rasgos são adequados para qualquer ambiente que tenha forro de gesso. Ela ressalta que esta opção pode trazer economia ao projeto. “Podem ser utilizadas lâmpadas fluorescentes tubulares ou fitas de led, ambas bastante econômicas. Essa solução, além de mais bonita, é mais prática e econômica, pois os rasgos substituem as luminárias. Assim, o cliente só vai gastar com as lâmpadas e os reatores”, avalia a arquiteta.

A designer de interiores Laura Santos, aponta que os rasgos no gesso devem ser setorizados para valorizar o ambiente e que deve ser feito um estudo de layout e posicionamento prévio para os mesmos. “Os rasgos podem ser usados em qualquer ambiente, basta estudar previamente com um profissional o que deve ser valorizado e evidenciado pelo recurso. Os ambientes onde os rasgos são mais usados são salas, escritórios, corredor, hall de entrada, cozinha e banhos. Porém se bem projetados, também podem aparecer em quartos e ambientes comerciais”, indica.

Projeto de Laura Santos: o rasgo de luz deu maior destaque ao lavabo. Foto: Gustavo Xavier
Projeto de Laura Santos: o rasgo de luz deu maior destaque ao lavabo. Foto: Gustavo Xavier

Laura ressalta que, atualmente, as lâmpadas de led vem ganhando destaque. “Tanto em rasgos como em iluminação focada como spots e pendentes já existem leds que fazem as vezes das antigas lâmpadas, com as temperaturas de cor correta, a potência adequada para cada local e de acordo com cada objetivo que se queira atingir com o projeto luminotécnico”, conta.

A designer indica que utilizar os rasgos do gesso com lâmpadas de led é uma solução mais sofisticada e prática para o ambiente. “Possui uma iluminação geral, iluminando o ambiente como um todo. É uma luz econômica e, na maioria das vezes, demarca muito bem e amplia os espaços”, diz Laura Santos