Exercício físico no aconchego do lar

0
208
o uso de aparelhos multifuncionais é uma ótima opção para o bom reaproveitamento do espaço

Eles reforçam a musculatura, ajudam no emagrecimento, estimulam o sistema imunológico, previnem doenças como diabetes tipo dois, cardiopatia e doenças cardiovasculares.  Moderam o colesterol e até melhoram a saúde mental, prevenindo a depressão. Mesmo assim, muita gente não mantem esse hábito. A justificativa é sempre a falta de tempo.

Para que a turma que vive no corre-corre também se exercite, profissionais da arquitetura e decoração desenvolvem projetos para que a academia possa ser montada em casa, fazendo parte do layout da residência e do aconchego do lar. “Para fazer a academia em casa é preciso pesquisar os hábitos que os moradores possuem ao se exercitarem. Assim, não se corre o risco de ocupar espaços com aparelhos que não serão usados”, recomenda a arquiteta Flávia Soares.

Para quem acha que a falta de espaço pode ser um problema, as profissionais da VS Design, Fabiana Visacro e Laura Santos, sugerem que a varanda ou algum cômodo da casa que não é usado pode ser aproveitado. “Quando se tem um local pequeno, o ideal  é optar por equipamentos multifuncionais. Se o espaço for maior, existe a possibilidade de subdividir os tipos de exercício em aeróbico, de resistência e alongamento, entre outros. Desta forma, os equipamentos ficam separados e a atividade se torna mais produtiva”, ressaltam.

O ambiente destinado à atividade física deve ser bem ventilado. “Se o local não possuir ventilação própria, deve ser feito o cálculo para a instalação de condicionadores de ar. Este cálculo, que deve ser feito por um arquiteto ou designer, leva em conta a quantidade de equipamentos, pessoas e a metragem do espaço”, explica Flávia. Laura e Fabiana acrescentam: “Se possível, o espaço pode ter ventilação cruzada, assim há bastante circulação de ar”.

As profissionais dão dicas para não errar na hora de escolher os aparelhos. “Exercícios mais simples, como os alongamentos, são os mais fáceis de serem adaptados em ambientes residenciais, basta um tapete ou uma esteira. A bola de pilates também contribui para maior variedade nos exercícios. Existem ainda equipamentos mais compactos que acumulam diversas funções e são ideais para espaços menores”, explicam as profissionais da VS Design. Para Flávia, “é preciso propor aparelhos que auxiliem o fortalecimento muscular em primeiro lugar. Depois, indicar algo para treinamento aeróbico”. Ela lembra outro aspecto importante: “A escolha do piso correto ajuda na acústica e no conforto do morador”.
Se o morador quiser montar uma verdadeira academia em casa, o projeto deve ser feito em conjunto com um profissional especializado na prática de atividades físicas, uma vez que este é mais detalhado e envolve iluminação, circulação de ar, revestimentos e uma série de outros itens.