Emprego na construção civil cresce 0,94% no 1º semestre

0
351
A mão de obra subiu 0,31% no custo da construção civil em março, segundo a FGV
A mão de obra subiu 0,31% no custo da construção civil em março, segundo a FGV

O nível de emprego na construção civil cresceu 0,94% no primeiro semestre do ano. O saldo entre demissões e contratações foi positivo em 32,7 mil, segundo pesquisa elaborada pelo (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, ao final de junho o número de trabalhadores do setor somava 3,512 milhões.

O número de emprego na construção civil no Brasil foi positivo em 32,7 mil no 1º semestre de 2014
O número de emprego na construção civil no Brasil foi positivo em 32,7 mil no 1º semestre de 2014

No mês de junho, porém, o índice apresentou declínio de 0,36% em relação maio, com o fechamento de 12,5 mil vagas. Na comparação com junho de 2013, quando o setor empregava 3,513 milhões, o levantamento indica estabilidade, com leve queda de 0,03%.

Entre as cinco regiões do país, Norte foi a única a registrar resultado positivo no período. Confira na planilha abaixo:

Imagem emprego

São Paulo – Em junho, o indicador registrou queda de 0,59% em São Paulo, com o saldo entre demissões e contratações ficando negativo em 5,1 mil trabalhadores. Com o resultado, o número de trabalhadores em empresas da construção civil no Estado caiu para 867,2 mil pessoas com carteira assinada. Das dez regiões pesquisadas apenas duas (Campinas e Ribeirão Preto) apresentaram alta no período.

Em maio, o nível de emprego na construção civil em São Paulo há havia registrado queda, de 0,72%. Entre janeiro e junho, contudo, o indicador registrou alta de 0,76%, com 6,5 mil contratações. Na comparação com junho de 2013, quando o Estado registrava 874,3 mil trabalhadores, o levantamento apresentou queda de 0,81%.

Fonte: Sinduscon-SP.