EDITORIAL -Três anos de e-morar.com

0
400

Há três anos, pensamos criar um site dedicado ao setor imobiliário, ao acompanhar a explosão do setor. Isso aconteceu em quase todo o Brasil, mas em Belo Horizonte, foi de uma forma especial. O fortalecimento da economia nacional, que deu mais poder de fato à emergente Classe C, não tirou o poder das mãos da Classe A. Enquanto os imóveis populares pipocavam em bairros onde antes só havia favelas ou avançavam para regiões até então não tão valorizadas assim, a população viu, surpresa, casos em que imóveis atingiam patamares de R$ 1 milhão. Onde? No bairro União, vizinho à Cidade Nova. Do outro lado da capital, viu-se, da mesma forma, que alguns imóveis ultrapassavam facilmente a barreira dos R$ 10 milhões…

O tempo, sabiamente, se encarregou de podar os excessos, mas não desvestiu do mercado imobiliário a aura de capitalismo selvagem que, desde o início do boom, se impôs entre nós. Casas derrubadas, áreas desmatadas para dar novos espaços à urgência de verticalização que parece, cada vez mais, ser uma característica dos novos tempos nas grandes cidades brasileiras. Se, em parte, de alguma forma solucionamos velhos problemas de moradia, abrindo linhas de crédito cada vez mais populares, dando a mais gente condições de ter acesso a habitações com certa dignidade, por outro nos esquecemos também de que tudo isso gira e se sustenta em uma única espiral, que tem em seu epicentro o ser humano. O comprador é um ser humano, gente, pessoa.

Desde o início, quando começamos a delinear os traços que conduziriam a trajetória do e-morar, essa foi nossa principal preocupação. Não se tornar só mais um site de vendas. Mais do que isso, um guia, uma fonte de consulta em que temas que povoam nosso cotidiano sejam tratados com dignidade. E com originalidade também. Esses temas — que vão da necessidade cada vez mais premente de aumentar o número de vagas nas garagens às complexas e delicadas relações entre vizinhos, à presença de animais, ao vandalismo e uma inédita e permanentemente atualizada radiografia dos bairros de Belo Horizonte, por meio de reportagens bem cuidadas e embasadas, que refletem nossa formação profissional de jornalistas. E-morar veio para prestar serviços, para fazer com que seu usuário tenha, principalmente, condições de pensar, de refletir e se informar de uma forma mais ampla e criteriosa. Vamos além das simples observações, normalmente frias e burocráticas, que costumam povoar a maioria dos sites de compra, venda e aluguel.

Nosso primeiro pensamento sempre foi e será o comprometimento com nosso cliente/leitor. Este é só começo. Mas estes três anos representam um conjunto de esforços ancorados na sinceridade de nossos propósitos e que — esperamos — sejam apenas o início de algo muito maior e mais forte, que tenha você, amigo, como nosso principal objetivo, em busca de uma cidade que reflita nosso ideal de sociedade. Mais justa, mais segura, muito mais humana.