Decoração: o agora e o eterno juntos em projetos

0
292
Projeto de decoração de Flávia Roscoe. O balcão de madeira de reflorestamento, o sofá e mesa de centro contemporânea faz um contraponto superinteressante com as clássicas poltronas de design e o carrinho de mão do século 19. Fotos: Gustavo Xavier
Projeto de decoração de Flávia Roscoe. O balcão de madeira de reflorestamento, o sofá e mesa de centro contemporânea faz um contraponto superinteressante com as clássicas poltronas de design e o carrinho de mão do século 19. Fotos: Gustavo Xavier
Profissionais de decoração explicam como misturar dois estilos queridinhos do décor: o clássico e o contemporâneo

Na decoração, uma das grandes dúvidas das pessoas ao decorar um espaço é como misturar peças clássicas com contemporâneas de modo a não trazer uma confusão de estilo e, ao mesmo tempo, proporcionar um ar mais aprimorado e elegante, que valorize a composição.

Segundo a arquiteta e designer de interiores Gislene Lopes, a inclusão de um mobiliário clássico nos espaços é um verdadeiro curinga na decoração contemporânea. “O design clássico traz sofisticação aos ambientes seja corporativo ou residencial. Quando você quer conversar ou se reunir com alguém e entra em um ambiente sofisticado, de bom gosto, com peças clássicas, isso cria um clima de segurança e estabilidade”, revela.

Em seu ambiente “Sala VIP da Diretoria”, criado para a feira boutique Modernos & Eternos 2018, a profissional inseriu peças clássicas juntamente com itens contemporâneos no layout corporativo. De acordo com Gislene, essa mescla é importante para transmitir ao cliente a personalidade do empreendedor e de sua empresa. “Peças clássicas denota que o dono do espaço tem  bagagem cultural, que tem conhecimento sobre design e valoriza essas questões. Já os itens contemporâneos significam como está antenado com o mundo atual e interage com ele”, afirma.

Projeto Gislene Lopes: O clássico bimbo se enquadra perfeitamente com a contemporaneidade dos demais móveis e elementos decorativos
Projeto Gislene Lopes: O clássico bimbo se enquadra perfeitamente com a contemporaneidade dos demais móveis e elementos decorativos
Mescla de estilos

Outro ambiente da mostra Modernos & Eternos 2018 também possui essa mescla de estilos em seu layout. O “Restaurante Modernos e Eternos”, projetado pela arquiteta Flávia Roscoe, é composto por um mobiliário clássico que se harmoniza com a contemporaneidade de um local rotineiro como um restaurante. “No mobiliário, contamos uma história. Inserimos peças de várias épocas, como uma mesa em madeira que tem mais de 100 anos e o carrinho de mão do século 19. Temos peças dos anos 60 e 70, de nomes marcantes do design, que marcam principalmente o modernismo e, ao mesmo tempo, entramos com peças mais atuais que já são tecnologicamente mais avançadas”, explica.

Para o espaço, Flávia escolheu peças de design, que se encaixam no contexto de seu projeto, como telas e mobiliários feitos em materiais resistente à exposição a céu aberto, e muitas cores vibrantes e alegres. “Os balcões feitos de mogno de reflorestamento, como o balcão do bar e da área externa, são muito atuais, tanto pela proposta de ser um material sustentável, quanto pela técnica implicada no mobiliário, fazendo contraponto entre a madeira de mais de 100 anos e, ao mesmo tempo, um material prensado, diferenciado, e atual”, diz Flávia Roscoe.