Decoração na luta contra a depressão e a ansiedade

0
97
Nessa residência, a arquiteta especificou um projeto de arquitetura e decoração com janelas
Nessa residência, a arquiteta especificou um projeto de arquitetura e decoração com janelas "Bay -Windows" que permite mais entrada de luz natural na residência.Foto: Divulgação ​
Através da decoração da morada é possível diminuir o estresse, a tristeza e angústia. Aliando tudo isso ao tratamento adequado dá para combater os sintomas da depressão e da ansiedade

A decoração pode ajudar nos tratamentos contra a depressão e a ansiedade. É verdade! Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que o Brasil tem um número alto de pessoas sofrendo com depressão: são 5,8 % de brasileiros convivendo diariamente com esse mal, maior índice da América Latina. Já quando o assunto é ansiedade, somos campeões mundiais. Por aqui, 9,3 % da população é ansiosa.

E o que a decoração tem a ver com esses dados? Muito simples. A morada impacta diretamente no estado físico, emocional e mental de quem a habita. Sendo assim, com recursos decorativos é possível ajudar a aliviar a ansiedade e a depressão. A arquiteta Renata Gomes explica como. “Muitos recursos podem compor uma atmosfera que transmita calma e serenidade. A cor azul, por exemplo, acalma. Segundo a cromoterapia, a cor possui propriedades terapêuticas, sendo, inclusive, usada em clínicas de tratamento do sono. O azul também energiza e melhora estados de dores de cabeça, musculares, tensões do dia a dia e cólicas menstruais. Prefira tons de azul mais clarinhos ou pastel”, conta Renata.

O tom de azul, segundo a cromoterapia, ajuda acalmar e aliviar o estresses. Foto: Daniel Mansur​
O tom de azul, segundo a cromoterapia, ajuda acalmar e aliviar o estresses. Foto: Daniel Mansur​

As plantas também ajudam a diminuir o nível de estresse. “A mais indicada para a casa é a orquídea por causa de sua variedade de formas, cores e flores. Ela traz alegria, vida e paz. Uma planta que já foi muito esquecida, mas agora está com tudo é a samambaia de Boston. Ótima pedida para jardins verticais. Outra opção é a sofisticada bromélia”, indica a arquiteta.

Iluminação natural

A iluminação natural também é excelente para trazer bem-estar e aconchego. Renata dá exemplos de como valorizar a luz natural: “Um conceito moderno que pode ser incluído no projeto residencial é a parede de vidro, pois permite a entrada de luminosidade o dia todo. A claraboia também tem seu espaço por ser um elemento charmoso para o interior da morada. Imagine a luz natural passando por ela bem no vão da escada! Sensacional, não é?”.

Outros recursos de iluminação também se juntam à lista. É o caso do quebra sol. “Ele serve para quebrar um pouco a incidência do sol, mas ao mesmo tempo, traz a iluminação natural para dentro do ambiente”, explica Renata. Já a ‘Bay-Windows’ é uma janela que além de luz traz ainda a ilusão de amplitude. Para arrematar a lista, o jardim de inverno. “Ele traz além da iluminação, a ventilação natural e muita beleza”, acrescenta a profissional.

Flores naturais, com suas cores e cheiros, ajudam a modificar a energia da casa. Foto: Daniel Mansur ​
Flores naturais, com suas cores e cheiros, ajudam a modificar a energia da casa. Foto: Daniel Mansur

Para fechar, deve-se apostar em uma decoração sóbria. “O ideal é lançar mão de linhas retas e nos tons mais neutros, também vale a linha do bege com um toque de minimalismo. Deve-se valorizar ainda objetos especiais e de bom gosto”, finaliza Renata.