Custos de condomínios em São Paulo em queda

0
373
Nos últimos 12 meses, os custos de condomínios em São Paulo subiram 4,85%. Foto: Pixabay.com
Nos últimos 12 meses, os custos de condomínios em São Paulo subiram 4,85%. Foto: Pixabay.com
Levantamento do Secovi-SP mostra que os custos de condomínios caíram 0,06% no mês. No acumulado, a variação foi positiva (4,85%)

Os custos de condomínios em São Paulo, medidos pelo  Índice dos Custos Condominiais (Icon), estudo realizado mensalmente pelo Sindicato da Habitação (Secovi-SP), apresentou queda de 0,06%, em junho, na Região Metropolitana. No acumulado de 12 meses (julho de 2016 a junho de 2017), o Icon registrou variação positiva de 4,85%, percentual acima da inflação medida pelo IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que foi de -0,78% no mesmo período.

O Icon é uma importante ferramenta para síndicos e administradoras acompanharem os gastos, mas não deve ser usado como índice de reajuste da taxa condominial. “Cada condomínio tem sua própria estrutura e o síndico precisa manter um rigoroso controle das contas, bem como uma previsão orçamentária suficiente para fazer frente às despesas ordinárias”, indica Hubert Gebara, vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP.

Mediação de conflitos

Apresentar as vantagens da mediação na atividade imobiliária e o Programa Empresa Amiga da Justiça como meio de solução e redução de conflitos e ações judiciais nas empresas representadas. Este é o objetivo do evento que será realizado pelo Secovi-SP e o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo no dia 16/8, das 9 às 12 horas, na sede do Sindicato da Habitação, na Capital.

O evento é gratuito e destinado aos profissionais de incorporadoras, administradoras, imobiliárias, loteadoras, síndicos, entre outros interessados com atuação no setor imobiliário. O objetivo é auxiliar as empresas do setor a implementar ações para reduzir o  percentual de conflitos e litigiosidade utilizando métodos alternativos de solução de conflitos.

Participam como palestrantes o desembargador José Carlos Ferreira Alves, coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) e representante do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo; o juiz Ricardo Pereira Junior,  coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Capital; o advogado Carlos Pinto Del Mar, membro do Conselho Jurídico do Secovi-SP e o engenheiro Márcio Jeha Chéde, coordenador da Câmara de Mediação do Sindicato da Habitação e membro nato do Conselho Consultivo da entidade.

Fonte: Secovi-SP.