Criptomoedas no mercado imobiliário será tema de palestra

0
209
Palestra na CMI/Secovi-MG vai esclarecer sobre o uso de Criptomoedas no mercado imobiliário
Palestra na CMI/Secovi-MG vai esclarecer sobre o uso de Criptomoedas no mercado imobiliário
Criptomoedas nas negociações imobiliárias será tema do “Café da manhã com o Mercado” 

As Criptomoedas (moedas virtuais) no mercado imobiliário já se tornaram uma realidade. Nos Estados Unidos, por exemplo, o bitcoin aparece como opção de pagamento em diversas propriedades. Para orientar as empresas do segmento sobre essas oportunidades, a Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG) vai promover, no dia 26 de janeiro, a palestra “Criptomoedas nas negociações imobiliárias”. O palestrante será o conselheiro da CMI/Secovi-MG, presidente da cooperativa de crédito Sicoob Secovicred e representante da Ibrea (International Blockchain Real Estate Association) em Minas Gerais,  Ariano Cavalcanti de Paula.

O evento vai ocorrer, a partir das 8h30, na sede da entidade: rua Sergipe, 1000 – Savassi. Informações e confirmações de presença podem ser realizadas pelo telefone (31) 3243 7555 ou e-mail  atendimento@secovimg.com.br.

De acordo com Cavalcanti de Paula, com a consolidação das criptomoedas, muita gente já está disposta a utilizá-las em negociações imobiliárias. Além disso, ele afirma que uma das principais vantagens das moedas virtuais é a facilidade do trânsito financeiro internacional. “Por isso, o segmento tem de estar preparado para lidar com essa oportunidade, pois, a qualquer momento, a empresa pode receber uma proposta de pagamento em bitcoins, por exemplo. É necessário entender como funciona esse mercado e o mecanismo de troca dessas moedas para não perder negócios”, declara.

No entanto, segundo o conselheiro da CMI/Secovi-MG, é fundamental entender como funciona o bitcoin e outras moedas criptografadas, pois há riscos que precisam ser analisados. “A lista de contestações é interminável, mas não há como negar a efetividade do sistema. O bitcoin negocia mais de 50% de todas as outras criptomoedas (que já são mais de 1.000) e os números não são nada modestos: são aproximadamente 400 mil negociações por dia, totalizando quase US$ 4 bilhões negociados diariamente mundo afora.”

Blockchain é o que interessa ao mercado imobiliário

Ariano Cavalcanti de Paula acrescenta que a tecnologia blockchain, que viabilizou o surgimento de todas as moedas digitais, é o que de fato interessa ao mercado. “Por meio de uma blockchain, é possível transformar o imóvel num ativo líquido, conferindo-lhe maior liquidez decorrente da informação absoluta. Inúmeros estudos já estão em curso nesse momento”, afirma, destacando que outras aplicações importantes estão ocorrendo, como em contratos e registros de imóveis e contratos inteligentes de locação, por exemplo.

Segundo ele, a despeito do futuro dessas moedas, um legado é certo. “A aplicabilidade do blockchain é imensa e possivelmente disruptiva, alcançando praticamente todos os tipos de mercados. É recomendável prestar atenção nisso.”

Serviço:

“Café da manhã com o Mercado”

Tema: Criptomoedas nas negociações imobiliárias

Quando: 26 de janeiro, às 8h30