Crianças em férias e seus espaços preferidos

0
119
Piso vinilico e móveis na altura da criança deixam o espaço mais confortável para as crianças. Foto: Henrique Queiroga
Piso vinilico e móveis na altura da criança deixam o espaço mais confortável para as crianças. Foto: Henrique Queiroga
Especialistas da arquitetura e do décor falam como criar ambientes repletos de interatividade e segurança para crianças

Crianças em férias precisam de espaço. Projetar espaços voltados para as crianças requer criatividade, que lhes ofereça autonomia e, claro, muita segurança. Seja o quartinho de dormir, a brinquedoteca ou mesmo uma loja comercial voltada para o público infantil, estes ambientes precisam, além de muita vivacidade, cuidados extremos para que os pequenos possam aproveitá-los da melhor maneira possível.

Segundo a psicóloga e designer de interiores Fabiana Visacro, ao criar um espaço infantil, a prioridade é pensar na segurança, além da praticidade para manter o ambiente limpo e conservado, investindo em um material adequado. “Entre os pisos considerados mais práticos para limpeza estão o piso vinílico e o porcelanato. Considerando que o porcelanato é um piso mais frio e as crianças gostam de brincar no chão, o ideal é usar o vinílico, que além de prático é mais quentinho. O piso emborrachado é também uma boa opção. O ideal é que todos os móveis como mesinhas, cadeiras, instalação da TV, sejam proporcionais à altura de quem vai usar o espaço. Nos meus projetos, sempre especifico a laca para ambientes infantis”, indica.

Piso vinílico

As designers de interiores Linda Martins e Cris Araújo também são adeptas do uso de piso vinílico nos espaços infantis e ressaltam que, além da beleza, utilizar um mobiliário lúdico e confortável é essencial para estes ambientes. “Móveis com cantos arredondados e pisos vinilicos trazem conforto térmico e acústico aos ambientes. As cores e texturas, por exemplo, têm papel fundamental em projetos infantis, pois as crianças precisam de incentivo visual e, assim, podemos ousar bastante, tirando o máximo proveito disto”, revelam.

Móveis arredondados e lúdicos são ideais para espaços destinados à crinaça. Foto: Dhabi Borges
Móveis arredondados e lúdicos são ideais para espaços destinados à crinaça. Foto: Dhabi Borges
Espaço infantil 

Ao se tratar de cores e texturas, Fabiana Visacro, explica que estas estão entre as primeiras formas de se expressar da criança, antes mesmo de aprender a falar e, por isso, são fundamentais no espaço infantil. “Antes de pronunciar qualquer palavra, muitas crianças já estão brincando com massinhas coloridas, lápis de cor e tintas. É sabido que cada cor tem um significado importante, que contribui para despertar nas crianças características como mobilidade, tranquilidade, concentração e energia. Já o toque, representado pelas texturas, também é muito importante, pois desperta sensações importantes para determinada criança que ainda pode não estar totalmente madura, possibilitando que ela consiga verbalizar certos sentimentos. O toque aveludado, por exemplo, pode dar aquela sensação de carinho gostoso”, aponta.

Tonalidades nudes

Em recente projeto para uma loja de roupas infantis, a arquiteta Gláucia Britto apostou nas tonalidades nudes para compor o ambiente, dando destaque às cores dos produtos a serem comercializados. Além disso, o mobiliário, aberto e mais baixo, propicia que as crianças vejam as roupinhas e, também, possam senti-las. “As formas arredondadas do mobiliário trazem mais segurança aos pais, pois as crianças transitam por todo o ambiente. E a exposição dos produtos, aos olhos delas, instigam o interesse por eles, sendo um grande atrativo”, afirma.

Extremamente lúdica, loja tem piso vinílico, móveis arrendondos e roupinhas na altura das crianças justamente para incentivá-las a interagir com o espaço. Foto: Jomar Bragança
Extremamente lúdica, loja tem piso vinílico, móveis arrendondos e roupinhas na altura das crianças justamente para incentivá-las a interagir com o espaço. Foto: Jomar Bragança

Já em espaços de diversão, em restaurantes, por exemplo, o ideal é que a empresa crie uma sensação de aconchego naquele local para entreter as crianças, com segurança e ofereça tranquilidade aos pais frequentadores do estabelecimento. “O fato de os filhos quererem ficar mais tempo naquele local, é superimportante para empresa. Imaginando que o espaço desperte uma sensação de bem-estar tão grande às crianças que elas se sintam como estivessem no próprio quarto e fazendo daquele um momento gostoso entre família”, diz Fabiana Visacro.