Crédito imobiliário é recorde em 2013 e chega a R$ 109,2 bi

0
288
O financiamento imobiliário cresceu 32% em 2013, segundo a Abecip

Um balanço divulgado pela Associação Brasileiro das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) mostra que, entre janeiro e dezembro de 2013, os financiamentos imobiliários alcançaram R$ 109,2 bilhões, estabelecendo um novo recorde histórico, com aumento de 32% em relação a 2012.

Crédito imobiliário é recorde em 2013
O financiamento imobiliário cresceu 32% em 2013, segundo a Abecip

No acumulado de 12 meses, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis com recursos das cadernetas de poupança do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) mudou de ritmo: da pequena alta registrada no final de 2012 passou para um crescimento expressivo ao longo do ano passado.

Cerca de 40% desse crescimento veio da valorização dos preços dos imóveis e 60% da quantidade financiada, que aumentou 17% e somou 529,7 mil unidades. “Esse resultado é emblemático, um recorde histórico em 45 anos de crédito imobiliário”, afirma o presidente da Abecip, Octavio de Lazari Junior. Ele destaca que o desempenho do crédito imobiliário destoa das demais carteiras de financiamento e que pela primeira vez, em agosto de 2013, o saldo total do crédito imobiliário passou o do crédito pessoal.

Lazari Junior conta que a expectativa inicial era obter um crescimento entre 15% e 20% no total emprestado para compra de imóveis em 2013, depois do pífio crescimento de 2012 de 3,6% sobre o ano anterior. Mas o desempenho do ano passado surpreendeu e foi puxado pela fatia do crédito destinado às construtoras, que cresceu 15% e somou R$ 32,2 bilhões.

Presidente da Abecip, Octávio de Lazari Junior
Presidente da Abecip, Octávio de Lazari Junior

Em dezembro de 2013, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis somou R$ 10,4 bilhões, 2,3% acima do resultado de novembro e 17% acima do registrado no mesmo mês de 2012.

Unidades
Entre janeiro e dezembro de 2013 foram financiados 529,8 mil imóveis, 17% mais do que os 453,2 mil contratados no mesmo período de 2012.

Para este ano,o presidente da Abecip espera um crescimento de 15% no total das cifras emprestadas, impulsionado pela demanda de financiamentos dos consumidores, que deve ter alta de 30%. Já a procura de crédito para construtoras deve aumentar menos este ano, entre 10% a 12%, prevê Lazari Junior.

Leia mais sobre crédito imobiliário.