Crédito imobiliário cresceu 3,4% em 2014

0
228
Em dezembro de 2014, a alta do crédito imobiliário foi de 2,7%, segundo a Abecip
Em dezembro de 2014, a alta do crédito imobiliário foi de 2,7%, segundo a Abecip

Em 2014, foram destinados R$ 112,9 bilhões  em crédito imobiliário para a a aquisição e construção de imóveis, resultado 3,4% superior ao de igual período do ano passado, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).  Em todo o ano de 2014 foram financiados 538,3 mil imóveis, número 1,6% superior ao registrado em 2013.

Em dezembro de 2014, a alta do crédito imobiliário foi de 2,7%, segundo a Abecip
Em dezembro de 2014, a alta do crédito imobiliário foi de 2,7%, segundo a Abecip

Em dezembro de 2014, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis somou R$ 10,6 bilhões, alta de 2,7% em relação a dezembro de 2013 e de 18,3% em relação a novembro de 2014. O resultado do mês se traduziu no melhor dezembro da série histórica do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e o segundo melhor, sem distinção de mês.

Unidades – Foram financiadas, em dezembro, aquisições e construções de 49,6 mil imóveis. O resultado foi o segundo melhor para um mês de dezembro da série histórica. Apesar de expressivo, foi inferior em 2,5% ao resultado (excepcional) de dezembro de 2013. Mas em relação a novembro de 2014 houve crescimento robusto, de 19,7%.

Em dezembro, considerando-se apenas a captação de poupança nos agentes financeiros do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), os depósitos superaram os saques em R$ 4,77 bilhões. Em todo o ano, os ingressos líquidos alcançaram R$ 23,8 bilhões.

Os resultados foram registrados num ambiente menos favorável aos depósitos de poupança, em que a taxa básica de juros subiu ao longo do ano, passando de 10% para 11,75%, reduzindo a competitividade das cadernetas de poupança em relação aos concorrentes.

Mesmo nesse período de competição acirrada, as cadernetas reafirmaram o grau de popularidade de que desfrutam junto às famílias, ocupando as primeiras posições entre as alternativas de aplicação, dada sua segurança e simplicidade. O

O saldo dos depósitos de poupança nos agentes financeiros do SBPE superou R$ 522 bilhões, em dezembro de 2014, registrando elevação de 12% comparativamente ao saldo de dezembro de 2013 .