Cozinha Dinamarquesa é design em forma pura

0
321
Projeto leva o estilo para cozinha dinamarquesa. Fotos: Daniela Buzzi
Projeto leva o estilo para cozinha dinamarquesa. Fotos: Daniela Buzzi
A Cozinha Dinamarquesa, inspirada no design das terras de Hamlet, grande obra de William Shakespeare, promete uma experiência sensorial e visual único na Casa Cor Santa Catarina – Itapema

A Cozinha Dinarmarquesa surpreende pelo aconchego. “Dizem que o hygge é a arte dinamarquesa da felicidade”, afirmam as designers de interiores Cris Araújo e Linda Martins. Elas foram buscar no estilo escandinavo a base para a idealização da Cozinha Dinamarquesa, ambiente que promete não somente agradar, mas surpreender na Casa Cor Santa Catarina – Itapema 2018 que traz o mote ‘A CASA VIVA’.

“Para cumprir a proposta da mostra, trouxemos ainda mais aconchego e uma simplicidade convidativa para a cozinha. Para isso, bebemos na fonte do design escandinavo”, contam Cris e Linda. A inspiração nórdica prega o conceito de hygge. Não há tradução do termo, mas refere-se a uma vida minimalista com foco no bem-estar. Na decoração, traduz-se em funcionalidade e máximo conforto.

Enaltecendo a luz natural, por meio da ampliação da porta de saída e mudando as esquadrias, colocando mesa de design e lustre exclusivo deu outro significado a cozinha
Enaltecendo a luz natural, por meio da ampliação da porta de saída e mudando as esquadrias, colocando mesa de design e lustre exclusivo deu outro significado a cozinha

A valorização do hygge é vista nas linhas retas, cores e materiais usados na Cozinha Dinamarquesa. “Móveis bem resolvidos, com puxadores cava nos tons branco, grafite e madeira lavada e toques dourado foram nossas escolhas”, detalham as designers. Um dos destaques, a mesa Saarinen, ícone do design escandinavo, é enaltecida por pendentes desenhados com exclusividade pelo escritório Maraú Design Stúdio.

Clima campestre

Na bancada em madeira rústica acompanhada de plantas e hortaliças, também idealizada pelo escritório, há o enaltecer do clima campestre, da natureza. “Os pendentes corda, de Guilherme Wentz, colocados sobre a bancada, tem desenho minimalista e dão toque contemporâneo ao ambiente”, acrescentam Cris e Linda.

No projeto luminotécnico, a mesma coerência. “A iluminação natural transforma o ambiente e é a base para um bom projeto dentro desse estilo. Sabendo disso, ampliamos a porta de saída e a substituímos por uma com esquadrias finas na cor preta que emolduram um charmoso jardim”, revelam as profissionais.