Construção que direciona para a decoração ideal

0
139
A construção dessa casa permitiu que os próprios moradores a decorassem com tranquilidade. Foto: Joana França
A construção dessa casa permitiu que os próprios moradores a decorassem com tranquilidade. Foto: Joana França
Um projeto arquitetônico para construção já moldado pensando na decoração permite que esta flua naturalmente, podendo ser feita até pelos próprios moradores 

Muitas pessoas acham que na construção ainda não há necessidade de pensar como será a decoração do espaço, que acontecerá bem depois. Isso  é um equívoco. Quando há um arquiteto que também tem conhecimento de interiores, a casa já pode ser moldada de forma que a decoração aconteça de forma bem natural, como explicam as arquitetas Fabiana Couto e Flávia Gamallo. “Ao projetarmos uma residência, sempre pensamos nas possibilidades de layout. Ele norteia todo o projeto de interiores e, também, o luminotécnico. O espaço bem resolvido, com medidas proporcionais e adequadas aos padrões dos mobiliários, auxilia na posterior compra ou aproveitamento de algum móvel existente”, ressalta Fabiana Couto.

De acordo com as profissionais, uma influência importante para que haja essa naturalidade na hora de decorar os espaços é a escolha dos materiais de acabamento, pois eles são fundamentais para o satisfatório resultado final do ambiente.

Elas citam, como exemplo, um projeto recente, em que a construção foi feita por uma empresa, porém a decoração ficou a cargo dos próprios moradores, de uma maneira bem tranquila e natural.

Estrutura metálica, tijolinho aparente e porcelanato travertino no piso já orientaram o estilo da decoração
Estrutura metálica, tijolinho aparente e porcelanato travertino no piso já orientaram o estilo da decoração
Rústico e tecnológico

Fabiana e Flávia contam que escolheram a estrutura metálica, fazendo uma composição com o tijolinho aparente, que possibilitou uma combinação do rústico e do tecnológico. As arquitetas também utilizaram o porcelanato travertino, que possui um tom agradável e neutro e facilita a decoração.

“O principal é entender quais são os desejos e possibilidades de cada cliente. O espaço arquitetônico em sintonia com estes desejos, naturalmente, se encaixa ao perfil dos moradores, garantindo, assim, uma afinidade entre expressão pretendida no projeto e o dia a dia daquela família que vivencia, efetivamente, o espaço“, diz Fabiana Couto.