Construção civil em Minas Gerais em alta

0
295
O índice de expectativas da construção civil em Minas Gerais atingiu 57,5 pontos em fevereiro
O índice de expectativas da construção civil em Minas Gerais atingiu 57,5 pontos em fevereiro
Confiança da construção civil em Minas Gerais sobe a 53,2 pontos em fevereiro

A construção civil em Minas Gerais segue trajetória de alta da confiança. Em fevereiro, o Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção (Iceicon-MG) mostrou confiança dos construtores mineiros pelo sexto mês consecutivo, com 53,2 pontos – valores acima de 50 apontam empresários confiantes. O índice é uma publicação mensal realizada pela Gerência de Estudos Econômicos da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), em conjunto com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG).

O índice foi o maior desde março de 2013, quando registrou 53,7 pontos. O indicador aumentou 6,0 pontos em relação a fevereiro de 2017 e foi o melhor para o mês em cinco anos. O Iceicon do Brasil ficou acima da linha de 50 pontos pelo sétimo mês seguido, e marcou 56,3 pontos.

Porém, o índice de condições atuais, componente do Iceicon-MG que avalia a percepção dos empresários referente à situação atual dos negócios, apontou construtores insatisfeitos, com 44,6 pontos em fevereiro. O indicador ficou abaixo de 50 pontos – o que mostra descontentamento – e foi 1,7 ponto inferior ao apurado em janeiro (46,3 pontos). Contudo, o índice cresceu 6,2 pontos na comparação com fevereiro de 2017 e foi o mais elevado para o mês em cinco anos.

Índice de expectativas alcançar 57,5 pontos

Em relação ao índice de expectativas da construção civil em Minas Gerais, o componente revela que as perspectivas dos empresários do setor para os próximos seis meses, aumentou pelo terceiro mês sucessivo, passando de 56,0 pontos em janeiro para 57,5 pontos em fevereiro. Em uma escala na qual valores acima de 50 pontos exibem otimismo do empresariado, esse foi o melhor desempenho do indicador desde março de 2013 (58,7 pontos). O índice avançou 6,0 pontos em relação a fevereiro de 2017 e foi o maior para o mês dos últimos cinco anos.

“O Iceicon-MG tem demonstrado que as expectativas estão mais favoráveis para o mercado em 2018: taxa básica de juros abaixo de 7%, inflação projetada abaixo de 4% e o desemprego, embora ainda muito elevado, está com sinalização de queda, o que fortalece a confiança dos empresários”, segundo o economista e coordenador sindical do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG) , Daniel Furletti.