Construção civil em Minas Gerais cresceu 2% em 2013

0
645
A mão de obra subiu 0,31% no custo da construção civil em março, segundo a FGV
A mão de obra subiu 0,31% no custo da construção civil em março, segundo a FGV

A construção civil em Minas Gerais fechou 2013 com um crescimento de 2%, segundo levantamento feito pelo Sindicato da Indústria do setor (Sinduscon-MG). O balanço anual, intitulado “O Desempenho da Construção Civil no Brasil e em Minas Gerais e do Mercado Imobiliário em Belo Horizonte em 2013 e perspectivas”, foi apresentado pelo presidente da entidade, Luiz Fernando Pires.

Burocracia emperrou a construção civil em Minas, segundo o Sinduscon/MG
Burocracia emperrou a construção civil em Minas, segundo o Sinduscon/MG

O documento foi elaborado pela Assessoria Econômica do Sinduscon/MG baseado em números apurados junto a entidades, instituições e agentes do mercado.Muitos fatores contribuíram para o crescimento abaixo o esperado, sobretudo a alta dos juros, a inflação persistente e a deterioração do ambiente de negócios no País.

Luiz Fernando Pires lembrou que o desempenho do setor tende a acompanha a economia brasileira de forma geral, mas ressaltou que entraves burocráticos e a falta de incentivos ao setor produtivo têm tirado a competitividade da indústria. Contudo, diante das oportunidades, as perspectivas para 2014 são mais otimistas, para quando é esperado um crescimento maior, perto de 2,8%.

Luis Fernando Pires, presidente do  Sinduscon-MG
Luis Fernando Pires, presidente do Sinduscon-MG

Já o vice-presidente da Área Imobiliária do Sinduscon-MG, Lucas Guerra Martins, destacou que o mercado de Belo Horizonte se mostrou em equilíbrio entre oferta e demanda no ano 2013. Para ele, a retomada do crescimento da economia como um todo deve motivar o investimento das construtoras e elevar o número de lançamentos de apartamentos em 2014.

Fonte: Sinduscon/MG.