Casa própria até R$ 400 mil terá mais financiamento

0
452
A casa própria com valor até R$ 400 mil terá mais recursos para financiamento
A casa própria com valor até R$ 400 mil terá mais recursos para financiamento
Conselho do FGTS vai injetar mais R$ 5 bilhões para o financiamento da casa própria

Quem quiser comprar a  casa própria com valor até R$ 400 mil terá mais facilidade de financiamento. O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou a injeção de R$ 5 bilhões ao programa Pró-Cotista para financiar imóveis com valor de até R$ 400 mil, para famílias com renda acima dos limites do Programa Minha Casa, Minha Vida.

A medida autoriza o Ministério das Cidades a remanejar recursos do orçamento do FGTS, que este ano chega a R$ 63,9 bilhões, para financiamento da construção de imóveis cujo valor supere o teto atual de R$ 190 mil.

O conselho também autorizou que o Comitê de Investimento analise aporte de R$ 10 bilhões para operações do Fundo de Investimento do FGTS (FI-FGTS) em projetos financiados pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O banco vai oferecer uma carteira de R$ 25 bilhões em projetos a serem avaliados pelo Comitê de Investimento do FGTS, que indicará onde os recursos serão aplicados. O investimento será feito em empreendimentos novos em todo o território nacional.

Emprego

Apesar da medida anunciada, o  nível de emprego na construção brasileira continua a cair.  Em abril, o número de empregados no setor caiu 0,78% em comparação ao mês anterior, com saldo negativo – entre demissões e contratações – de 25,4 mil trabalhadores com carteira assinada. Os dados foram divulgados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do estado de São Paulo (SindusCon-SP). Segundo o sindicato, o nível de emprego vem caindo consecutivamente há 14 meses.

No acumulado do ano, o saldo negativo de trabalhadores com carteira assinada na área de construção alcançou 279,6 mil vagas, queda de 7,89% na comparação ao mesmo período do ano passado. Com isso, ao final de abril o número de trabalhadores no setor somou 3,228 milhões, queda de 9,21% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Fonte: Agência Brasil/EBC.