Raios X da capital mineira – Região Centro-Sul, onde os números dizem tudo

0
1908
Região Centro Sul de Belo Horizonte
Região Centro Sul de Belo Horizonte

Ana Clara Otoni
Um espaço que foi escolhido por mais de 270 mil pessoas, conforme o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) de 2010, para ser o local de moradia com certeza apresenta atrativos únicos. De acordo com a Secretaria Municipal de Fazenda, 38% das empresas cadastradas em toda a capital mineira estão na região Centro-Sul. E há uma boa razão para que este volume seja tão expressivo: a região detém ainda o maior poder aquisitivo/per capita de Belo Horizonte. Segundo o Atlas do Desenvolvimento Humano na Região de Belo Horizonte em 2000, a renda média para cada morador da zona Cetro-Sul era de R$ 1.584.

Há 37 anos instalado no bairro Cruzeiro, o Mercado Distrital do Cruzeiro é exemplo do desenvolvimento e da facilidade encontrada pelos moradores da região, conforme explica a vice-presidente da Associação do Mercado, Josiane Vieira. “O comércio depende basicamente de sua localização, essa é a grande vantagem da região para o nosso negócio, além da boa condição socioeconômica da região”, explica.

Mercado Distrital do Cruzeiro, uma das atrações da região Centro-Sul
Comércio do Mercado Distrital do Cruzeiro é uma das atrações da região. Foto: Ney Áurea

O casal Frank Martins, 28 anos, e Nara Abreu, 27 anos, mora no bairro há três e desfruta da vantagem de ter qualquer tipo de comércio pertinho de casa. “Não preciso sair do bairro para nada, tem farmácia, supermercado, bares, pontos de táxis, hospitais, lanchonetes e até um mercado distrital”, comenta Martins. Tanta mordomia, porém, tem um custo e, este, garante o casal não é tão doce assim. “O custo de vida é mais alto, é complicado achar apartamento para alugar que não seja caro”, diz Frank.

Metro quadrado na Região Centro Sul

Segundo o Sindicato da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon-MG), o metro quadrado na região custa, em média, de R$ 7 a 15 mil, sendo a cotação mais cara da capital mineira. E, ainda assim, há muita gente interessada em pagar mais para morar bem, tanto é que os três bairros mais cobiçados da capital (Lourdes, Funcionários e Santo Agostinho) estão na região, como mostrou a reportagem “Os bairros mais cobiçados de BH – quais são e porque estão neste ranking”, publicada em abril no portal emorar. Os bairros dessa região possuem projetos diferenciados, com serviços de lazer, tecnologia de ponta e segurança, além de grande área por unidade residencial, conforme as arquitetas e urbanistas Jupira Gomes de Mendonça e Heloisa Soares de Moura Costa, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A mobilidade da região Centro-Sul é um dos principais gargalos para quem precisa passar pelo entorno diariamente, apesar de contar com grandes corredores — como as avenidas Afonso Pena, Nossa Senhora do Carmo e do Contorno — o grande número de pessoas circulando na área torna o dia-a-dia do morador do eixo central complicado. “A presença da Fumec, no alto da avenida Afonso Pena, trava todo o trânsito do bairro e da região nos horários de pico”, reclama o morador do bairro Cruzeiro. Por outro lado, o posicionamento da universidade agrega segurança, oportunidades de negócios e tranquilidade para pais que buscam educação de qualidade perto de casa.

As famosas ruas Piumhi, Montes Claros, Passatempo e Boa Esperança são o cenário para de um dos circuitos gastronômicos mais badalados de Belo Horizonte e conta com espaços tradicionais como a choperia Albanos. Segundo Rodrigo Ferraz, dono da choperia, a localização do ponto foi estratégica por estar perto da área comercial da Savassi e da zona residencial dos bairros Sion, Anchieta e Serra. “Além disso, é muito bom ter uma concentração de bares e restaurantes de alto nível que se tornam um polo econômico e uma referência turística”, ressalta.

Em cada canto da região Centro-Sul há cartões-postais da capital dos mineiros. No Barro Preto, por exemplo, a Praça Raul Soares, que foi recentemente revitalizada por uma obra do Orçamento Participativo da Prefeitura de Belo Horizonte é o centro geográfico de BH e foi projetada pelo engenheiro Aarão Reis, que buscou referências do paisagismo francês. Outro destaque, o Edifício JK, criação do arquiteto Oscar Niemeyer, impõe-se na região por sua grandiosidade e características únicas: são 36 andares e 1.176 apartamentos. O conjunto tem 59 anos, e começou a ser construído em 1953, ainda no governo Juscelino Kubistchek.

Centro da capital está sendo revitalizado pelo projeto "Centro Vivo". Foto: Adão de Souza
Centro da capital está sendo revitalizado pelo projeto “Centro Vivo”. Foto: Adão de Souza

Em 2004, o centro de Belo Horizonte iniciou uma transformação com a implantação do projeto da PBH chamado “Centro Vivo”. O programa foi dividido em três eixos: a recuperação urbanística, a inclusão econômica e social e o aumento da segurança. Atraída por esse pacote de vantagens, a aposentada Terezinha de Abreu Soyer, 84 anos, deixou o marasmo do interior e se mudou para a capital. “Aqui consigo encontrar os médicos que preciso e tenho a vantagem de achar tudo perto. Não troco o conforto do centro de Belo Horizonte pela tranquilidade do interior”, diz a aposentada.

Região Centro-Sul em números

População: 270.607 habitantes
Homens: 121.350
Mulheres: 149.257
Área Km2: 31,7
Densidade Demográfica: 8.527,97
Escolas Municipais: 15
Centros de Saúde: 12

UP Aglomerado da Serra
Bairros Constituintes:
Vila Santana do Cafezal, Vila Marçola, Vila Nossa Senhora de Fátima, Vila Nossa Senhora Aparecida, Vila Nossa Senhora da Conceição, e Novo São Lucas.
População: 27.721 habitantes
Área Km2: 1,8
Densidade Demográfica: 23.281,35

UP Anchieta/Sion
Bairros Constituintes:
Carmo, Cruzeiro, Anchieta, Sion, Fumec, Pindura Saia, Mala e Cuia.
População: 43.229 habitantes
Área Km2: 2,7
Densidade Demográfica: 16.263,05
População entre Homens e Mulheres: Homens: 19.054; Mulheres: 24.175

UP Barro Preto
Bairros Constituintes:
Barro Preto
População: 6.183 habitantes
Área Km2: 1,1
Densidade Demográfica: 5.556,33
População entre Homens e Mulheres: Homens: 2.659; Mulheres: 3.524

UP Belvedere
Bairros Constituintes:
Belvedere
População: 9.729 habitantes
Área Km2: 3,6
Densidade Demográfica: 2.672,21
População entre Homens e Mulheres: Homens: 4.583; Mulheres: 5.146
UP Centro
Bairros Constituintes:
Centro
População: 16.592 habitantes
Área Km2: 1,9
Densidade Demográfica: 8.794,12
População entre Homens e Mulheres: Homens: 6.785; Mulheres: 9.807

UP Francisco Sales
Bairros Constituintes:
Santa Efigênia (Área Hospitalar), Floresta (Área Interna à Av. Contorno)
População: 8.553 habitantes
Área Km2: 1,6
Densidade Demográfica: 5.424,02
População entre Homens e Mulheres: Homens: 3.668; Mulheres: 4.885

UP Mangabeiras
Bairros Constituintes:
Mangabeiras, Comiteco, Agl. Serra (parte), Acaba Mundo
População: 7.378 habitantes
Área Km2: 6,6
Densidade Demográfica: 1.117,12
População entre Homens e Mulheres: Homens: 3.509; Mulheres: 3.869

UP Prudente de Morais
Bairros Constituintes:
Cidade Jardim, Luxemburgo, Coração de Jesus, Vila Paris, Morro do Querosene e Bandeirantes (parte).
População: 18.833 habitantes
Área Km2: 1,8
Densidade Demográfica: 10.579,05
População entre Homens e Mulheres: Homens: 8.489; Mulheres: 10.344

UP São Bento/Santa Lúcia
Bairros Constituintes:
São Bento, Santa Lúcia, Bandeirantes (parte) e Agl. Barragem (parte).
População: 13.044 habitantes
Área Km2: 2,9
Densidade Demográfica: 4.425,98
População entre Homens e Mulheres: Homens: 6.046; Mulheres: 6.998

UP Santo Antônio
Bairros Constituintes:
Santo Antônio e São Pedro
População: 27.500 habitantes
Área Km2: 1,9
Densidade Demográfica: 14.686,92
População entre Homens e Mulheres: Homens: 12.262; Mulheres: 15.238

UP Savassi
Bairros Constituintes:
Santo Agostinho, Lourdes, Funcionários e Savassi.
População: 53.613 habitantes
Área Km2: 4,2
Densidade Demográfica: 12.781,31
População entre Homens e Mulheres: Homens: 23.578; Mulheres: 30.035

UP Serra
Bairros Constituintes:
Serra, São Lucas e Santa Isabel
População: 22.879 habitantes
Área Km2: 1,8
Densidade Demográfica: 12.772,58
População entre Homens e Mulheres: Homens: 10.120; Mulheres: 12.759

Up Aglomerado Barragem
População: 15.353 habitantes
Área Km2: 0,5
Densidade Demográfica: 32.284,62
População entre Homens e Mulheres: Homens: 7.366; Mulheres: 7.987

Referência Bibliográfica: Censo IBGE 2010; Prodabel; – Plano Diretor de Belo Horizonte – Lei do Uso e Ocupação do solo – Estudos básicos 1996 – Gestão do Prefeito Patrus Ananias; – Silva, Luiz Roberto da – Doce Dossiê de Belo Horizonte – BH BDMG Cultural – 1998.