Bricolagem ou “faça você mesmo”

0
2824

O termo bricolagem vem do francês bricolage e é utilizado para atividades que você mesmo realiza. O conceito surgiu nos Estados Unidos, na década de 1950, com a expressão “do it yourself“, abreviatura DIY, que significa “faça você mesmo”. Na verdade, é uma ação espontânea que não obedece um rigor científico.

Lilian Farjado nos ensina sobre a Bricolagem na decoraçãoA bricolagem é uma forma alternativa para as pessoas fazerem trabalhos manuais, sem a necessidade de técnica ou de ferramentas profissionais. Então, fabricar as próprias coisas passou a ser tendência.

Bricolagem: Bancos e mesas de pneus que podem ser feitas por você
Bancos e mesas feitos com pneus
A porta velha, sem utilização, foi transformada em uma mesa para a varanda
A porta velha, sem utilização, foi transformada em uma mesa para a varanda

A febre hipster das camas de pallet, dos armários com caixotes e dos carretéis com fios de metal, ditadas por pessoas com estilo próprio, chegou até a decoração.

Cama feita com pallet, madeira utilizada para transportar cargas em feiras e supermercados
Cama feita com pallet, madeira utilizada para transportar cargas em feiras e supermercados

Assim como os hipsters, os simpatizantes da bricolagem têm antipatia pela cultura comercial dominante.

Potes de vidro utilizados como luminária
Potes de vidro utilizados como luminária

A partir daí, peças originais passaram a ser criadas para decorar determinados espaços de uma casa, mas não substituem o planejamento e a supervisão de um profissional habilitado, como o arquiteto ou o designer de interiores.

As raquetes viraram espelhos
As raquetes viraram espelhos

Entretanto, nem todo mundo gosta desta nova moda. O problema da bricolagem na decoração é a linha tênue entre o autêntico e o cafona, podendo criar combinações desastrosas e sem harmonia. A dica é evitar o exagero para não deixar o ambiente carregado.

O profissional se diferencia do leigo por utilizar conhecimentos variados, considerando sua postura de atuação diante dos imprevistos e a forma com que lida com o conteúdo adquirido. Ele pensa em um todo e não apenas em detalhes. E o talento está em alinhar toda a trama para que o resultado fique funcional e de bom gosto.

O arquiteto, assim como o designer, apresenta soluções criativas para os problemas apresentados. Então, podemos concluir que o arquiteto é um bricoleur, já que tem total autonomia para criar, ou seja, “fazer ele mesmo”.

Lilian Fajardo é arquiteta e designer de interiores, trabalha com projetos residenciais e comerciais.

Apresenta a coluna “Arquitetando” toda quinta-feira às 17:45h, no último bloco do programa “Revista BHNews”, com reprise às 21:45h, na TV BHNEWS, canal 09 (Net), canal 29 (TV Aberta) ou pelo site www.bhnews.tv.br, em tempo real.

(31) 3227-8647 / 9968-8647

lfajardo.arq@gmail.com

www.lilianfajardo.blogspot.com.br

www.facebook.com/lilianfajardoarquitetura