Arquitetura e decoração atuam em projetos cenográficos

0
993
Para diferenciar o cenário do programa de outras decorações natalinas, as designers apostaram num clima tropical, que tem tudo a ver com a época do Natal no Brasil

Todo mundo sabe que arquitetura e decoração se encarregam de criar projetos que deixam os ambientes residenciais mais belos, charmosos e versáteis. Os profissionais dessas áreas também são muito requisitados para compor o décor de espaços comerciais, tornando-os mais amplos, bonitos e com espaços bem definidos, aproveitando assim cada metro quadrado de lojas, restaurantes e outros, cujos pontos geralmente são caros. O que muita gente desconhece é que arquitetura e decoração também são as responsáveis pela identidade visual de cenários, seja de TV, desfiles de moda ou eventos corporativos.

“Projetos cenográficos possuem basicamente as mesmas características de projetos comerciais, porém, os materiais não precisam ser duráveis, são feitos para usar em um período muito curto. Cada projeto tem uma efemeridade específica – o de uma mostra pode durar dias ou meses, de uma festa dura horas, e um espetáculo ou programa de TV também é executado para uma apresentação/exibição”, explica a arquiteta e colunista do Portal emorar Flávia Soares

Além disso, a cenografia precisa impactar as pessoas, despertar a atenção, como lembram as designers de interiores Fabiana Visacro e Laura Santos. “Esse tipo de projeto surge com o intuito de criar sensações, despertar anseios e tornar possível vivenciar emoções através de cenários/ambientes criados”.

Flávia ressalta a importância da arquitetura/decoração cênica: “É o ponto crucial para o sucesso de um evento. Por meio dele, levantamos as premissas, o conceito, a imagem, o público para quem é direcionado o evento. Tudo deve estar bem casado e representado no projeto em formas e luzes”.

Escultura criada por Flávia Soares para o Dia da Indústria

Flávia fala com a categoria de quem tem experiência no assunto. Ela criou, por exemplo, o projeto cenográfico da FIEMG para o “Dia da Indústria” e destaca alguns recursos utilizados para esse trabalho. “A conceituação partiu da forma de um tonel e dos acabamentos do Expominas, onde foi realizado o evento. A sustentabilidade, difundida pela FIEMG, ganhou vida numa escultura de quatro metros em forma de cubos, que guardavam em seu interior uma planta representando a natureza. Na fachada, foi proposto um pórtico, além de uma projeção que formava um cinema ao ar livre. No foyer, mesas em formatos de tonéis e cúpulas gigantes. Por fim, no auditório, a logomarca da FIEMG foi destaque e a iluminação azul dos fechamentos em harmonia com as poltronas também em azul arrematou o décor”.

Fabiana Visacro e Laura Santos também projetaram uma decoração cênica para um programa de TV e contam sobre a experiência: “Foram solicitados dois cenários para programas especiais de Natal e Ano Novo. Decidimos, com base no público alvo da emissora e nas estratégicas de marketing, que a decoração seria algo mais tropical e leve. Para o programa de Natal, exploramos muito a cor vermelha, que remete à época retratada, e também o verde, além de adereços típicos do nosso clima; nada que remetesse à neve ou ao frio. Já para o cenário de Ano Novo, abusamos das frutas e suas cores para trazer boas energias, além de pétalas de rosas jogadas no chão para um ambiente intimista e aconchegante”.