Aquecedores dão aconchego e segurança no inverno

0
522
Compra e instalação de lareiras custam em média R$ 2 mil

Apesar da Copa do Mundo estar esquentando o Brasil, o inverno chegou e o  frio já bate à sua porta. Para suportá-lo é melhor que o ambiente esteja aprazível e aconchegante. Assim,  a instalação de aquecedores de ambientes é uma ótima opção.  Mas é importante garantir tempo hábil para execução dos serviços, conseguir agendar mão de obra especializada, além de evitar os abusos da alta temporada.

Na casa de Flávio Dayrell o inverno é quentinho, já que o espaço conta com aquecedores a óleo e a gás. Apenas a cozinha e os banheiros não recebem a climatização. Há três anos Dayrell embutiu ao sistema de aquecimento a gás os aquecedores a óleo. “É um método eficiente para aquecer os ambientes, além de não estar utilizando lenha, contribuindo, assim, para sustentabilidade do planeta”, afirma.

Aquecedores a óleo e a gás são algumas opções do mercado
Aquecedores a óleo e a gás são algumas opções do mercado

Atualmente, no mercado é possível encontrar dois tipos de aquecedores a gás: o aquecedor de tiragem forçada, ou seja, com ventoinha, e o equipamento de tiragem natural, que não tem ventoinha. O tempo de instalação varia de acordo com o tipo de aquecedor, conforme o engenheiro elétrico Paulo Roberto Amoroso. “Se o aparelho for de tiragem natural [a instalação] pode chegar a demandar um dia, porque precisa de duas aberturas [para a saída de ar], mas se for tiragem forçada pode durar menos que um dia, pois basta uma única abertura de 200 cm²”, explica.

Antes de pensar no prazo, porém, é importante checar a segurança do processo de instalação desses aquecedores. O alerta é do engenheiro Paulo Roberto, que frisa a importância da contratação de um profissional qualificado e atento às normas técnicas para fazer a colocação dos equipamentos. Os aquecedores a gás são os que oferecem mais fatores críticos no processo de instalação. “O ambiente tem que ser arejado e com boa ventilação, não é aconselhável instalação de aquecedores a gás em lugares como banheiro e dormitórios”, orienta Amoroso. As aberturas são necessárias porque todo equipamento a gás consome ar (oxigênio) e produz gás carbônico e monóxido de carbono (CO² e CO). Por isso é importante a ventilação permita a renovação continuada do ar. E “para que a combustão seja sempre limpa e eficiente, os aquecedores centrais precisam ter chaminé bem acoplada”, explica o engenheiro.

Riscos – Depois da morte de um casal, em 2012,  em uma pousada em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, por intoxicação por gás carbônico vindo do aquecedor que foi instalado fora das normas técnicas, muitas dúvidas sobre os riscos do uso desses climatizadores passaram a ser apontadas. O engenheiro elétrico Paulo Roberto Amoroso chama a atenção para o principal risco do produto gerado pelos aquecedores. Segundo ele, as pessoas podem se intoxicar e até morrerem se ficarem expostas ao monóxido de carbono – fruto da reação química nos equipamentos. “Esse gás é gerado pela queima incompleta do combustível em função da falta de manutenção dos queimadores dos aquecedores e também em função da falta de ventilação adequada nos ambientes onde estão instalados”, aponta.

A dica de segurança de quem já tem os aquecedores em casa é escolher bem o local onde o equipamento será instalado na residência. “Não adianta querermos instalar [os aquecedores] em todos os lugares, pois pode não dar certo. Tudo tem seu cálculo e sua maneira de se utilizado, basta seguir as normas e sempre ter periodicidade nas manutenções”, alerta Flávio Dayrell – que, no inverno, faz a manutenção semanalmente dos equipamentos de sua casa.

Para o engenheiro Amoroso, a grande falha da pousada de Brumadinho foi não ter seguido às exigências normativas. “As normas são claras e dizem que os aquecedores a gás não devem ser instalados em lugares de pouca circulação de ar e permite que somente 3 a 5% dos gases fiquem soltos no ambiente”, explica.

Lareira pode dar conforto e beleza aos ambientes quando bem instaladas

Passo a passo:

1. Contrate um profissional responsável e experiente na instalação de aquecedores

2. Avalie com este profissional o local para colocação dos climatizadores

3. Garanta a segurança de sua família observando se as normas técnicas estão sendo cumpridas.

4. Compre o equipamento e material para a execução do trabalho. Em média a instalação de uma lareira custa R$ 1.500 e a mão de obra cerca de R$ 500. Mas os valores podem alterar muito em relação ao espaço onde se pretende aquecer e ao tamanho do ambiente.

5. Após a instalação, garantir que a periodicidade da manutenção seja cumprida.