Aquecedor solar: menos impacto e mais economia

0
421
Aquecedor solar: menos impactos e mais economia

A preocupação com o meio ambiente tem feito parte do dia-a-dia de pessoas em todo o mundo. Alternativas para diminuir o impacto ambiental a fim de resgatar o que tem ameaçado a vida na Terra vêm sendo criada a cada dia e ganhando espaço no mercado.

Apesar do grande número de hidrelétricas existente no país, elas não podem ser comparadas à energia renovável, uma vez que a inundação e mudança de curso dos rios podem gerar sérios problemas ecológicos. A energia solar é uma dessas alternativas que vem modificando os hábitos de muitas pessoas. O aquecedor solar, por exemplo, além de ser um produto altamente ressonante com a questão ambiental, é uma contribuição para o sistema elétrico.

Existem duas maneiras de utilizar a energia solar: energia solar térmica e a energia solar fotovoltaica. A primeira utiliza os raios solares para esquentar a água. Já a segunda, é a transformação da luz do sol em eletricidade.

Em Belo Horizonte a quantidade anual de recebimento de radiação solar é intensa. Esse fator coloca a capital mineira em situação privilegiada em relação ao mercado de aquecedores solar. De acordo com Marco Aurélio Xavier, diretor da empresa Pantho aquecimento solar, as empresas que aqui se estabeleceram formaram um mercado que hoje é referência não só no Brasil, mas como em todo o mundo.

A energia solar é indicada não só para reduzir os impactos ambientais, mas também para diminuir os gastos nas contas de luz, ser de fácil manutenção e longa durabilidade. Em Belo Horizonte, a economia do consumidor pode variar de 68% a 70%. Por exemplo, de 100% do que você gastaria com o aquecimento baseado no gás ou na eletricidade, 70% seriam cobertos pela energia solar térmica. Os outros 30% ficariam por conta do gás ou da própria eletricidade.

Com garantia de mercado de cinco anos, outro fator que contribui para o uso do aquecedor solar é o custo benefício. Um equipamento para uma família de quatro pessoas, que tenha um consumo com nível de conforto moderado, é de R$2.500,00. A durabilidade do equipamento pode ser de até 25 anos. O aquecedor solar térmico dura muitos anos porque tem em sua composição materiais resistentes como o aço inox, poliometano ou algum outro material isolante, alumínio, vidro e cobre. “Caso seja utilizado de acordo com o manual feito pelo fabricante e a manutenção, que é apenas a limpeza das placas de vidro a cada três ou quatro meses, seja feita corretamente, esse produto pode durar até 25 anos, tranquilamente”, afirma Marco Aurélio.