Aprenda a escolher a melhor tinta

0
2597

Que a tinta é um material que renova a aparência de qualquer ambiente, muitos já sabem. Mas que ela é um material relativamente barato, de fácil aplicação e que permite várias combinações, sempre vale a pena lembrar.

O mercado, a cada dia, lança um produto novo e, consequentemente, o consumidor se enche de dúvidas em relação aos vários tipos, composições e texturas que podem ser encontrados.

O acabamento moderno com uso de tintas é possível, mas de acordo com a arquiteta Maria Fernanda de Oliveira, da empresa E4 Arquitetura e Interiores, é preciso tomar alguns cuidados. -“Respeitando as especificações da tinta como uso de látex para forros de gesso, acrílicas e acetinadas para interiores é possível fazer um bom acabamento”, diz. Maria Fernanda afirma também que, para fazer uma combinação de cores harmoniosa, não existem regras. -“A busca do equilíbrio é uma consonância de desejos do cliente e estratégias do projetos. Tudo está na intenção do que se deseja”.

É importante frisar que na hora de escolher uma tinta, é importante verificar o rendimento, pois algumas tintas são mais ralas e não têm um rendimento satisfatório, o que faz o consumidor gastar mais; se a tinta é lavável ou não; se é acrílica e se possui textura de acordo com sua necessidade e gosto.

Látex e esmaltes

Existem duas classificações básicas para as tintas: à  base de água (látex) e as de óleo (esmaltes). Mais indicadas para pintura de interiores, as tintas acetinadas dão acabamento sedoso e são laváveis. Para quem gosta do acabamento acetinado, é necessário saber que as tintas acetinadas têm mais facilidade de marcar as imperfeições da parede e, por isso recomenda-se que a parede seja devidamente preparada. Aconselha-se também que esse tipo de tinta seja aplicado apenas em paredes novas ou em excelente estado.

Tanto as tintas em látex quanto esmaltes vêm com um acabamento acetinado, mas podem ser divididas em três categorias: quem deseja um acabamento com baixo brilho ou um brilho intermediário, deve escolher as tintas acetinadas. Quem desejar um acabamento fosco deve escolher as tintas foscas, ou mate. Quem preferir acabamento com brilho pode optar pelas tintas brilhantes.
As tintas brilhantes, à  base de água, são utilizadas para as paredes, enquanto os esmaltes são usados para pintura de madeira e metais.

As tintas foscas são facilmente encontradas nas duas classificações -“ látex e esmalte, mas o látex fosco é aconselhável em reboques e gesso. Além de custar menos que as tintas acetinadas, as foscas disfarçam as imperfeições e exigem menos preparação da superfície. A desvantagem é que não são laváveis. De acordo com Leonardo Magalhães, gerente da Santa Cruz Acabamentos, com tantas opções em tintas, o consumidor deve procurar sempre conciliar beleza e economia. E para isso, é indispensável a opinião de um especialista.