Aluguel residencial novo subiu 9,48% em São Paulo em 2013

0
255
Aluguel em São Paulo subiu menos que o IGP-M em 2014, segundo o Secovi-SP
Aluguel em São Paulo subiu menos que o IGP-M em 2014, segundo o Secovi-SP

Os contratos novos de aluguel residencial assinados na cidade de São Paulo em 2013 subiram em média 9,48% em relação aos valores de 2012. A pesquisa realizada pelo Sindicato da Habitação (Secovi-SP) revela uma variação superior à oscilação do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), que atingiu 5,51% no ano passado. Apurou-se ainda, na pesquisa, que, no mês de dezembro, os preços foram 0,7% maiores que os de novembro.

Aluguel novo subiu bem mais que a inflação em São Paulo, em 2013.Foto: sampaonline.com.br
Aluguel novo subiu bem mais que a inflação em São Paulo, em 2013.Foto: sampaonline.com.br

Walter Cardoso, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP, lembra que o mercado de locação tem passado por significativos ajustes nos últimos anos. No último trimestre de 2011, por exemplo, foram apuradas altas próximas de 20% no acumulado de 12 meses. “Dentre inúmeros fatores, dois contribuíram especialmente para essas elevações: a valorização imobiliária na comercialização de imóveis residenciais e a escassez de moradias para aluguel”, justifica o dirigente. “O mercado de locação ainda apresenta variações anuais superiores à inflação, mas tende, em 2014, a registrar variações de valores de aluguel muito próximas à oscilação dos principais indicadores de preços da economia.”

As residências que apresentaram os maiores acréscimos em dezembro foram os imóveis de 2 quartos , cujos valores de locação subiram em média 0,9%. As unidades de 3 quartos tiveram alta de 0,6% e os de 1 quarto, de 0,4%.

Em dezembro, as casas foram alugadas mais rapidamente do que os apartamentos. Elas foram escoadas num período entre 15 e 35 dias. Os apartamentos demoraram um pouco mais: seu Índice de Velocidade de Locação (IVL), que mede em número de dias quanto tempo se leva para assinar o contrato de aluguel, oscilou de 20 a 41 dias.

Fonte: Secovi-SP.