Aluguel em São Paulo fica 0,5% mais caro

0
382
Os imóveis de um quarto tiveram o maior aumento no aluguel em São Paulo em outubro, segundo o Secovi-SP
Os imóveis de um quarto tiveram o maior aumento no aluguel em São Paulo em outubro, segundo o Secovi-SP
No acumulado de 12 meses, entretanto, o valor de aluguel em São Paulo continua em queda, enquanto o IGP-M segue crescendo

O aluguel em São Paulo, do tipo residencial, ficou 0,5% mais caro em outubro em relação ao mês anterior, segundo pesquisa mensal realizada pelo Sindicato da Habitação (Secovi-SP). No acumulado de 12 meses, porém, os aluguéis registram uma queda de 1,4%, contra uma expansão de 10,1% do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) em idêntico período.

“O aluguel vinha caindo desde junho, na comparação com o mês anterior, tendência interrompida agora em outubro. É bom lembrar que esse 0,5% representa a alta mensal mais significativa desde novembro de 2014, quando o valor do aluguel cresceu 0,6%”, informa Mark Turnbull, diretor de Locação do Secovi-SP. “Apesar disso, nossa expectativa é de que, no encerramento deste ano, a variação acumulada fique próxima de zero”, completa o dirigente.

Os imóveis que apresentaram as maiores elevações no aluguel em São Paulo em outubro foram os de 1 quarto, com um aumento médio de 0,9%. Os imóveis de 2 quartos registraram alta da ordem de 0,3%, enquanto as residências de 3 dormitórios sofreram aumento de 0,2%.

O tipo de garantia mais utilizado no período analisado foi o fiador, responsável por 46,5% das locações efetuadas. O depósito de até três aluguéis foi usado em 34,5% dos contratos, enquanto o seguro-fiança foi utilizado em 19% das ocorrências.

Os imóveis alugados mais rapidamente em outubro foram as casas e os sobrados, locados em um período de 17 a 42 dias. Para os apartamentos, o IVL (Índice de Velocidade de Locação), que mede em número de dias quanto tempo se leva até a assinatura do contrato de aluguel, indicou período de ocupação de 23 a 49 dias.

Mensalmente, a Pesquisa de Locação Residencial do Secovi-SP analisa dados históricos dos valores de locação residencial negociados por bairros. Neste mês, a região analisada é o Tucuruvi.

De acordo com a pesquisa, imóveis em bom estado de conservação e vaga de garagem contratados em outubro no Tucuruvi registraram valor médio por metro quadrado útil/construído de R$ 23,74 para residências de 1 dormitório, R$ 23,68 para as de 2 quartos e de R$ 20,08 para as de 3 dormitórios.

A variação acumulada dos valores de locação residencial no período de outubro de 2009 a outubro de 2015 na região foi de 108% para os imóveis de 1 dormitório, 91% para os de 2 e de 49% para os de 3 quartos. No mesmo período, a variação média do aluguel na cidade de São Paulo foi de 61,6% e o IGPM oscilou 49,2%.