Aluguéis sobem 7% em São Paulo nos últimos 12 meses

0
298
Aluguel em São Paulo subiu menos que o IGP-M em 2014, segundo o Secovi-SP
Aluguel em São Paulo subiu menos que o IGP-M em 2014, segundo o Secovi-SP

Os contratos de aluguel residencial subiram 7% em São Paulo nos últimos 12 meses, segundo mostra pesquisa realizada pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). Em março, os aluguéis ficaram estáveis em relação a fevereiro, com alta de apenas 0,1%.

“Além de ser um índice inferior aos 8,06% da variação do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) do período, é o menor percentual acumulado em 12 meses desde dezembro de 2007, quando o preço dos contratos de aluguel em 12 meses tinha subido 6,8%”, diz Walter Cardoso, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP.

Os imóveis que tiveram os maiores altas em março foram os de 1 e 2 quartos, cujos preços oscilaram, respectivamente, 0,2% e 0,1%. As residências de 3 quartos não registraram variação entre fevereiro e março de 2013.

Segundo o Secovi-SP, o tipo de garantia mais usado nos contratos de locação em março foi o fiador, utilizado por 47,5% de locadores e locatários. A segunda garantia mais utilizada no período analisado foi o depósito de até três meses de aluguel, responsável por 32% dos contratos. Um quinto dos imóveis usou o seguro-fiança.