Aluguéis sobem 0,43% em março, segundo a FGV

0
415
Valor do aluguel residencial subiu 0,60% em maio na capital mineira

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), da Fundação Getúlio Vargas, subiu 0,43%, em março. O IGP-M é o índice que serve como base para o reajuste de aluguéis em todo o país. Em 12 meses, o IGP-M subiu 3,23%. A taxa acumulada no ano é de 0,62%. O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

O IGP-M é reflexo principalmente do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que teve variação de 0,48%, em março, ante 0,27%, em fevereiro. A contribuição de maior magnitude para o acréscimo da taxa do IPC em março partiu do grupo Habitação, cuja taxa passou de 0,32% para 0,99%. Nesta classe de despesa estão os gastos com empregada doméstica mensalistas (0,72% para 4,88%), taxa de água e esgoto residencial (0,02% para 1,69%) e aluguel residencial (0,48%).

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em março, variação de 0,37%, abaixo do resultado de fevereiro, de 0,42%. O INCC relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,42%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,40%. O índice que representa o custo da Mão de Obra variou 0,32%, em março. Na apuração referente ao mês anterior, o índice variou 0,43%.